Autarcas e voluntários durante as obras de reabilitação de uma casa na Chamusca. Foto: CMC

Para reabilitar casas de famílias carenciadas que vivem em condições de precariedade habitacional, o município da Chamusca estabeleceu um protocolo com a associação Just a Change, que tem sede em Lisboa.

Segundo a autarquia, o plano de intervenção tem a duração de um mês, está a ser desenvolvido por cerca de 30 voluntários e contempla a intervenção em oito habitações do concelho, num investimento total de 90.486,29 euros.

O plano de ação decorre em dois períodos, o primeiro entre os dias 3 e 17 de julho, nas freguesias do Chouto, Semideiro e Gaviãozinho e o segundo entre os dias 14 e 28 de agosto, nas freguesias de Vale de Cavalos, Carregueira e Pinheiro Grande.

A câmara explica que os beneficiários do projeto são famílias do concelho, que vivem em condições de precariedade habitacional e com incapacidade em adquirir ou recuperar. Foram identificados pelo município em articulação com as Juntas de Freguesia e as instituições Locais, que direta ou indiretamente trabalham com os destinatários do programa.

Com sede em Lisboa, a Just a Change é uma Associação sem Fins Lucrativos que reconstrói casas de pessoas carenciadas em Portugal. Desde que existe, há cerca de 10 anos, a Just a Change reconstruiu centenas de casas e instituições, tendo mobilizado milhares de voluntários dentro e fora do país.

José Gaio

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.