Realizaram-se este domingo os quatro jogos da segunda mão da 1ª fase da Taça da Liga Feminina com a equipa do Ouriense a efetuar uma remontada épica e a afastar o Torreense da competição. Valadares Gaia, Lank Vilaverdense, Atlético Ouriense e Damaiense seguem em frente na prova.

O Atlético Ouriense garantiu a passagem à 2ª fase da Taça da Liga feminina num jogo de raça e muita emoção, tendo conseguido igualar a eliminatória com o Torreense durante o tempo regulamentar, e depois ser mais eficaz na marcação de grandes penalidades.

A equipa da casa virou o resultado que trazia da primeira mão, derrotada por 2-1 em Torres Vedras, com um autogolo de Matilde Figueiras e um tento de Sofia Sena que desfez a igualdade que Morgan Turner tinha imposto.

Na marcação de castigos máximos a equipa da casa, orientada por Marco Ramos, acabou por ganhar por 8-7 (10-9 no agregado do jogo), com a guarda-redes Ana Rita Oliveira a defender três penaltis no decorrer da partida e no desempate final nas grandes penalidades.

A guardiã foi a figura do jogo e a festa estalou em Ourém com a defesa final que assegurou a passagem à fase seguinte da Taça da Liga à custa do Torreense, equipa treinada por Renato Fernandes, técnico que conhece bem a casa, uma vez que treinou a equipa do Atlético Ouriense até à chegada de Marco Ramos.

O Clube Atlético Ouriense conseguiu assim carimbar a passagem para os quartos de final, onde as quatro equipas apuradas da 1ª fase encontram os primeiros quatro classificados da Liga BPI da última época.

Grande jogo de futebol a anteceder o arranque da Liga BPI, em que o Ouriense recebe o Sporting já no sábado, em Ourém, jogo que abre a 1ª jornada do campeonato nacional de futebol feminino.

No final da partida ouvimos os treinadores das duas equipas e a guarda-redes do Atlético Ouriense, figura da partida ao defender três grandes penalidades.

Marco Ramos, treinador do Ouriense. Foto: Pedro Pereira/mediotejo.net

ÁUDIO | MARCO RAMOS, TREINADOR DO CA OURIENSE:

Renato Fernandes (ao centro), treinador do Torreense. Foto: Torreense

ÁUDIO | RENATO FERNANDES, TREINADOR DO TORREENSE:

Ana Rita Oliveira, guarda redes do CA Ouriense. Foto: Pedro Nasper

ÁUDIO | ANA RITA OLIVEIRA, GUARDA REDES DO OURIENSE:

Equipa do CA Ouriense. Foto: Pedro Nasper
Equipa do Torreense. Foto: Pedro Nasper

O Valadares Gaia foi a primeira equipa a apurar-se para os quartos de final da Taça da Liga. As gaienses venceram o Maritimo, por 2-0, com golos de Beatriz Barbosa e Beta Silva, e reverteram a derrota da primeira mão, disputada na Madeira (1-2). Este domingo, o Lank Vilaverdense venceu por 5-1 no terreno do Amora FC e confirmou a participação nos quarto de final da prova.  A equipa minhota, que havia vencido por 4-0 na primeira mão, marcou por Ana Ribero (ag), Shelby, Mia Hollings Worth, Malu e Gabi. O Amora FC marcou o tento de honra por Andreia Cordeiro. 

Finalmente, O SC Damaiense também caribou o passaporte ao vencer, em casa, o Clube Albergaria por 4-1. Depois de ter vencido, por 2-1, fora de portas, a equipa da Damaia teve em Ana Assucena a grande figura do jogo com três golos em dez minutos. Alexandra Henriques diminuiu a vantagem para o Albergaria mas Sara Monteiro confirmou a vitória da equipa da casa. 

Confira AQUI os resultados da Taça da Liga Feminina.

FOTOS e ÁUDIO: Pedro Nasper

Muito público em Ourém a apoiar a sua equipa. Foto: Pedro Nasper

Mário Rui Fonseca

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.