Alunos e professores do Agrupamento de Escolas de Sardoal visitaram a Finlândia no âmbito do programa Erasmus. Créditos: AES

O Agrupamento de Escolas de Sardoal, com vários alunos e professores, visitou recentemente a escola Kauhajoen Lukio, em Kauhajoki (Finlândia), no âmbito do programa de mobilidades Erasmus+, cujo objetivo principal foi o de reforçar a dimensão europeia da aprendizagem entre as escolas participantes.

A visita decorreu entre 29 de abril e 6 de maio último, inserida no projeto “Sustainable future: North meets South” e contou com a presença das escolas AE Sardoal, (Portugal), da escola IIS Giovanni Cena de Turim (Itália) e, da escola anfitriã de Kauhajoen Lukio (Finlândia). Da comitiva portuguesa fizeram parte dois professores e seis alunos, todos do ensino secundário, tendo os alunos ficado alojados em casas de famílias de acolhimento finlandesas.

Do programa de atividades fizeram parte, workshops temáticos, visita à escola anfitriã e observação de aulas, passeios diversos na natureza e cidades próximas, atividades desportivas e culturais, sauna e banho gelado.

Alunos e professores do Agrupamento de Escolas de Sardoal visitam Finlândia. Créditos: AES

Na cidade de Kauhajoki, a comitiva Erasmus+ foi recebida na Câmara Municipal, pelo seu presidente, visitou a igreja luterana e o centro cultural, residência secreta do governo finlandês em 1939, aquando da Guerra Soviético-Finlandesa também conhecida como Guerra de Inverno.

Alunos e professores do Agrupamento de Escolas de Sardoal visitam Finlândia. Créditos: AES

Destaque para as visitas a Helsínquia, Vaasa e a aldeia piscatória de Svedjehamn, no arquipélago de Kvarken (mar Báltico), Património Mundial da Humanidade.

Paralelamente, a visita serviu ainda para conhecer o sistema educativo finlandês, promover a inclusão e a diversidade, a sustentabilidade ambiental e a partilha de boas práticas no âmbito do ensino e desenvolvimento escolar.

Segundo os responsáveis escolares “a viagem representou uma experiência intercultural única e inesquecível para todos os participantes, um salto qualitativo no crescimento pessoal e profissional dos alunos e onde predominou o clima de cooperação e amizade entre todos”.

Alunos e professores do Agrupamento de Escolas de Sardoal visitam Finlândia. Créditos: AES

Paula Mourato

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *