Ficou deserto o concurso público lançado no final de 2017 pela Câmara Municipal de Alcanena para requalificação do Mercado Municipal. A ausência de empresas concorrentes deve-se, segundo foi referido na reunião de câmara do dia 16, à lei do mercado pois considera-se que o preço base é demasiado baixo.

O concurso foi lançado tendo como preço base 1 milhão e 230 mil euros e um prazo de execução da obra de um ano.

Perante esta situação, a Câmara decidiu rever o orçamento da empreitada e abrir novo procedimento, com repartição dos encargos para 2018 e 2019. O novo concurso terá como preço base, revisto em alta, 1 milhão e 615 mil euros já com IVA incluído.

José Gaio

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.