Foto: CM Alcanena

De acordo com uma informação apresentada pela Presidente Fernanda Asseiceira (PS) na última reunião da Câmara Municipal de Alcanena, dia 5, o Município reduziu o valor do endividamento líquido municipal, no valor de 2.076.604,21 euros passando de 3.040.404,20 para 963.799,99 euros, no período entre o final do ano de 2016 e 31 de dezembro de 2017.

Também a dívida a terceiros relativa a empréstimos de médio longo prazo foi reduzida em 1.648.512,77 euros.

O Município Alcanenense reduziu a dívida total a terceiros, em valor superior a 10 M€, passando dos 17.540.261,58 euros registados em 2011 para os 7.265.080,60 euros registados no final de 2017.

Igualmente o prazo médio de pagamento a fornecedores foi reduzido para 25 dias.

Em termos de recursos humanos, o número de efetivos reduziu em 18 trabalhadores com as consequentes despesas e custos associadas, passando dos 174 existentes no final de 2011 para os 156 no final do 2017.

Estes são alguns dos dados que levam o Executivo de Alcanena a considerar que estão “a cumprir o objetivo pretendido com o Plano de Saneamento Financeiro, ou seja, a consolidação dos passivos financeiros, através do aumento das receitas e da diminuição das despesas e redução do endividamento”.

José Gaio

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

Entre na conversa

1 Comentário

  1. Felicito a Senhora Presidente da Câmara de Alcanena e restantes membros do órgão autárquico, pela demonstração de uma gestão sensata e responsável . Que sirva de “estrela ” orientadora para alguns autarcas menos prudentes .

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *