Realiza-se esta semana o primeiro encontro Internacional de Dança em Ourém. Fotografia: Adagio

Dos 4 aos 21 anos, quase duas centenas de alunos vão participar em Adagio, encontro internacional de dança que tem a sua primeira edição este ano, com início quinta-feira, 28 de julho, prolongando-se até domingo, 31. Numa coprodução da Academia de Dança Arabesque, Município de Ourém e Teatro Municipal de Ourém (TMO), ao longo de quatro dias vão realizar-se conversas, masterclasses e várias rondas de competição, além de espetáculos da companhia Intranzyt.

O diretor artístico do TMO, João Aidos, explicou à agência Lusa que o encontro internacional de dança surge na sequência da auscultação feita após a reabertura do teatro, há pouco mais de um ano, às estruturas culturais do concelho. “Logo nas primeiras reuniões perguntámos: o que querem fazer que nunca fizeram? E surgiu a vontade de fazer um encontro internacional, convidando uma série de pessoas na área da formação”, recorda. 

O resultado é, agora, Adagio, que aposta fortemente na vertente formativa, com especialistas convidados como o australiano Adam Blanch, envolvendo também a alemã Kathrin Baum-Höfer, a neerlandesa Neel Verdoorn, o espanhol Óscar Torrado e ainda Barbora Hruskova, da Companhia Nacional de Bailado, ou Daniel Cardoso, do Quorum Ballet.

A par da competição nas diversas disciplinas (aberta a alunos inscritos em escolas de dança de todo o país, conforme o regulamento), e que dará prémios monetários e bolsas de estudo aos vencedores, em Ourém há o assumido objetivo de, com o novo encontro internacional, capacitar os alunos da dança.

“Convidaram-se muitos especialistas de fora, não só de Portugal, pessoas de muita credibilidade”, sublinha João Aidos, que realça também a participação da Intranzyt, companhia que trabalha com jovens pós-formados, “que estão na fase de limbo em que é difícil entrar para companhias profissionais”. Em Ourém, a Intranzyt, que tem sede em Famalicão, vai mostrar um dos caminhos possíveis a seguir pelos alunos que completam a formação. 

Adagio – Encontro Internacional de Dança “é uma iniciativa que olha para o futuro”, a pensar também, a prazo, no contributo que fica para poder ajudar a concretizar o sonho de constituir uma companhia profissional, processo em que o TMO pode assumir-se como “um facilitador, acima de tudo”, deseja João Aidos.

O encontro de dança encerra no domingo, com a realização da gala dos premiados.

Agência Lusa

Agência de Notícias de Portugal

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.