Edifício da Abranclínica, no Alto de Santo António em Abrantes

Uma Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC) vai ser criada nas instalações da antiga Casa de Saúde (1º andar da Abranclínica), no Alto de Santo António, em Abrantes. O anúncio, pela voz de Maria do Céu Albuquerque, aconteceu durante a última reunião de Executivo, na terça-feira, 15 de maio.

A Câmara Municipal de Abrantes (CMA) aprovou no dia 15 de maio, por unanimidade, a decisão de arrendamento do espaço, a estabelecer com o proprietário, pelo valor mensal de 1.350 euros. O Município disponibilizará a titulo gratuito o edifício à Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo para instalação da UCC, até que haja condições financeiras por parte da ARSLVT para a assunção desses encargos. Esse compromisso será formalizado por protocolo entre as duas entidades.

A CMA assume também financeiramente a realização das obras necessárias à adaptação do edifício orçadas em cerca de 42.500 euros, incluindo a implementação de plataforma de acessibilidade.

A autarquia avança com este investimento contribuindo para acelerar o processo de instalação desta nova valência e libertar o espaço onde funciona a Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados (centro de saúde), no sentido de dar celeridade à instalação da área das consultas externas e libertar espaço para a requalificação e expansão da urgência médico-cirúrgica do Hospital de Abrantes. Esse processo tem vindo a ser trabalhado em articulação entre a CMA, o ACES Médio Tejo e o Centro Hospitalar.

Em declarações ao mediotejo.net, no final da reunião de Executivo municipal, a presidente Maria do Céu Albuquerque considerou que com esta medida “liberta-se” o espaço ocupado pelos cuidados primários no Hospital de Abrantes, “criando condições para a consulta externa funcionar” naquele local.

Desta forma, o espaço ocupado atualmente pela consulta externa permite ampliar o serviço de Urgência médico-cirurgica.

Na UCC serão acolhidas algumas valências da Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados (centro de saúde), onde continuarão a ser realizadas as consultas de recurso e a partir de onde é feita a gestão das 12 extensões de saúde a funcionar no concelho.

As ACC são constituídas por equipas de profissionais de saúde, nomeadamente de cuidados continuados integrados que prestam cuidados de saúde e apoio psicológico e social de âmbito domiciliário e comunitário, especialmente às famílias e grupos mais vulneráveis, em situação de maior risco ou dependência física e funcional ou doença que requeira acompanhamento próximo. Trabalham também na educação para a saúde e na integração em redes de apoio à família.

Paula Mourato

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.