Festas de Abrantes arrancaram com sol e o bom tempo arrastou milhares de pessoas para o centro da cidade. Foto: mediotejo.net

O regresso do sol e do bom tempo marcou o arranque das festas de Abrantes, com as tasquinhas das várias associações representadas a registarem as primeiras enchentes. No espaço do Jardim da República, em torno dos petiscos e dos pratos tradicionais à base de peixe do rio, mas também das sardinhas e dos frangos assados, juntaram-se milhares de pessoas para celebrar as festas da cidade e darem as boas vindas ao sol e ao bom tempo.

O centro histórico recebe em algumas ruas atividades paralelas que enriquecem o evento, começando pelo espaço família, na Praça Raimundo Soares, sabores no espaço da Doçaria de Abrantes, a Feira de Sabores e Tradições e o Smart Loung. Durante um dos passeios, fizemos paragem no Edifício Milho para conhecer as iniciativas no âmbito das cidades inteligentes (Smart Cities), artesanato e design urbano, as instituições do concelho e a Mostra de Bordados de Castelo Branco e do Figurado em Barro de Estremoz.

A presidente da CM Abrantes, Maria do Céu Albuquerque, deu as boas vindas aos convidados e populares que se juntaram para a abertura oficial das festas da cidade, evento que vai decorrer até domingo, tendo percorrido todo o centro histórico transformado em espaço de festas e cumprimentado as dezenas de expositores e produtores presentes, tendo acabado por jantar na primeira noite na tasquinha do Centro Social do Pessoal do Município.

A reportagem do mediotejo.net registou os momentos de abertura das festas que assinalam os 102 de elevação de Abrantes a cidade, e entrevistou alguns dos dinamizadores das tasquinhas montadas a preceito, com os responsáveis das associações desportivas e culturais a darem conta da importância de uma boa semana de trabalho para angariarem verbas para desenvolverem as suas atividades ao longo de uma época.

Esta quinta-feira, feriado municipal, dia 14 de junho, às 14:30, na Praça Raimundo Soares, realizaram-se as cerimónias do Dia da Cidade, que tiveram início com o hastear da bandeira com Guarda de Honra pelo RAME – Regimento de Apoio Militar de Emergência, a interpretação do Hino Nacional pelos coros do Orfeão de Abrantes e da SAT – Sociedade Artística Tramagalense, acompanhados pelas Bandas Filarmónicas do concelho.

O programa, que contou com a presença do secretário de Estado das Autarquias Locais, Carlos Miguel, continuou na galeria quARTel com uma homenagem aos funcionários municipais com 25 anos de serviço e aposentados este ano, assim como a assinatura do protocolo que formalizou a parceria entre a Câmara Municipal e a Fundação Serralves e a receção do prémio Museu do Ano atribuído ao Museu Metalúrgica Duarte Ferreira pela APOM.

Para o ponto mais alto da cidade, no castelo de Abrantes, está reservado outro ponto igualmente elevado do programa com o concerto “Bravo Abrantes” que junta Sónia Tavares, Paulo de Carvalho e a Orquestra Ibérica, dirigida pelo Maestro Nuno Feist, a partir das 22h00 desta quinta-feira, dia 14.

Os brindes festivos e de encontros e reencontros neste celebrar de uma identidade prolongam-se até domingo, dia 17. Em tempo de santos populares, o São Pedro promete continuar pela festa.

Fotos: mediotejo.net e Fernando Baio/CM ABT

Mário Rui Fonseca

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.