Exposição "Objetos Específicos" na Galeria QuARTel até 28 de maio em Abrantes. Foto: António Cunha

A exposição”Objetos Específicos” – Obras da Coleção Figueiredo Ribeiro. Parte 2.”, está patente ao público até ao dia 28 de maio, no Quartel da Arte Contemporânea, em Abrantes.

Tomando de empréstimo o título de um texto referencial de Donald Judd – artista e crítico americano -, datado de 1965, a exposição apresenta uma seleção de mais 16 obras pertencentes à Coleção Figueiredo Ribeiro, depositada no Município de Abrantes, através de um protocolo estabelecido em 2016 com a Câmara Municipal.

Com curadoria de Ana Anacleto e João Silvério, estão expostos trabalhos de Andreia Santana, Ângela Ferreira, Maria José Cavaco, Pedro Barateiro, Pedro Neves Marques e Sara Bichão.

A primeira parte da exposição conta com uma seleção de cerca de cem obras e está patente ao público até 19 de julho no recém-inaugurado MIAA — Museu Ibérico de Arqueologia e Arte de Abrantes.

Quartel da Arte Contemporânea – Coleção Figueiredo Ribeiro

Horário: Terça a sábado, das 14 às 17h30. Encerra à segunda-feira e feriados (exceto 14 de junho). Entrada livre

Morada: Largo de Sant’Ana – Abrantes

Museu Ibérico de Arqueologia e Arte de Abrantes

Horário: Terça-feira a domingo das 10h – 12h30 e 14h-17h30

Encerra à segunda-feira e feriados (exceto 14 de junho)

Morada: Jardim da República, 25 – Abrantes

 

Mário Rui Fonseca

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.