O projeto incluiu a dinamização de uma aula de Ciência Política por jovens da ACADEMIA e a realização de um debate com jovens candidatos pelos partidos que concorreram pelo distrito de Santarém. Créditos: DR

Durante o mês de janeiro, na antecâmara das eleições legislativas, a ‘Academia’ realizou um projeto de cidadania com a designação de ‘Corrida ao Hemiciclo’ que culminou numa simulação eleitoral pelos alunos do ensino secundário de uma das escolas do concelho de Abrantes. Na simulação, o PSD venceu.

Os estudantes do ensino secundário da Escola Secundária c/ 2º e 3º CEB Dr. Manuel Fernandes, em Abrantes, foram chamados, no dia 28 de janeiro, a participar numa simulação eleitoral relativa às Eleições Legislativas.

As urnas estiveram abertas durante a manhã da sexta-feira anterior ao exercício eleitoral nacional e os alunos votaram em boletins idênticos, colocando-se na pele de verdadeiros eleitores. Num universo de 373 eleitores, os valores de abstenção foram, ainda assim, superiores aos números nacionais (55.8% vs. 42.3%).

Todavia, ao contrário do que veio a acontecer no Círculo Eleitoral de Santarém, o PSD foi o partido mais votado, conseguindo quatro mandatos e a Iniciativa Liberal elegeria um deputado. O PS elegeria três deputados e o Chega manteria o seu mandato.

A iniciativa foi organizada pela ACADEMIA (um grupo de jovens de Abrantes com o propósito de fomentar a participação cívica), em conjunto com a Associação de Estudantes e as turmas de Ciência Política do 12.º ano desta escola, e constituiu o culminar do projeto ‘Corrida ao Hemiciclo’.

Este projeto incluiu a dinamização de uma aula de Ciência Política por jovens da ACADEMIA e a realização de um debate com jovens candidatos pelos partidos que concorreram pelo distrito de Santarém. Neste debate – transmitido via YouTube – participaram Mário Barreira (Livre), Tiago Prazeres (Iniciativa Liberal), Francisco Dinis (PS), Ricardo Carlos (PSD), Mariana Varela (BE), Mário Fernando Pereira (CDU) e Vera Matos (PAN). Todos os partidos que apresentaram listas pelo Círculo Eleitoral de Santarém foram contactados.

Entre os objetivos da iniciativa, contam-se a pretensão de oferecer aos jovens a possibilidade de se integrarem na vida política nacional e de se prepararem para a real participação eleitoral, quando a idade o permitir.

Pretendeu-se, igualmente, desmistificar o processo eleitoral legislativo e o próprio funcionamento parlamentar, para além de apresentar os vários partidos sufragados. As simulações eleitorais são uma ideia desenvolvida com sucesso em vários países europeus, onde se contam – com esta iniciativa à escala nacional – a Dinamarca, Suécia, Noruega e Islândia.

A ACADEMIA é um grupo de jovens de Abrantes com o propósito de promover os valores da salutar prática democrática, o fomento do debate, pensamento e espírito crítico e o incentivo à participação cívica no seio da comunidade. 

CONSULTAR RESULTADOS AQUI

Paula Mourato

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.