Foto: CMA,2015

António Moutinho, presidente de Junta da União de Freguesias de Alvega e Concavada, eleito nas eleições intercalares de 27 de março de 2022 pelo MIUFAC, refere o facto de “ser problemático” avançar com a organização do evento, que depende de financiamento do orçamento da junta de freguesia, sem existir orçamento aprovado para este mandato. Efetivamente, o mesmo só será votado na sessão de Assembleia de Freguesia que se realizará em junho, uma vez que esta União de Freguesias esteve sujeita a vários meses de impasse governativo que levou à nomeação de uma Comissão Administrativa para gestão até à realização de eleições intercalares.

Segundo António Moutinho, ainda em altura de Comissão Administrativa, foi proposto convocar-se as associações “para se ganhar algum tempo” no sentido de perceber a viabilidade de realização da Feira Gastronómica e Cultural, uma vez que ainda não havia sido eleito o executivo para a junta de freguesia devido ao impasse político que se viveu na união de freguesias entre setembro de 2021 e março de 2022.

“Tentei agendar essa primeira reunião, mas nunca houve consenso em termos de datas”, referiu, dando conta que os festejos de verão em Concavada irão realizar-se nos dias 1, 2 e 3 de julho e iria coincidir com a ‘Gastronomia de Alvega’ – nome pelo qual também é reconhecido localmente o certame -, situação que se entendeu não fazer sentido e tendo-se chegado a pensar em fazer noutra data, que seria o segundo fim-de-semana de julho.

Feira Gastronómica e Cultural de Alvega servia o mote de divulgação e preservação da gastronomia tradicional, servindo-se ementas com iguarias e petiscos à base de receitas locais e feitos a partir de produtos endógenos, à base de peixe do rio e carne de caça. Foto: CMA, 2015

Numa reunião a 15 de abril, uns dias depois da tomada de posse, onde estiveram presentes membros da comunidade local que costumam participar nos stands expositores e noutra com representantes das associações, foi demonstrada vontade de avançar com o certame, mas após nova ponderação do executivo da freguesia, optou-se por não realizar a festa este ano.

“Estávamos a tomar conhecimento das pastas e da freguesia, para vermos qual a possibilidade de pôr em prática a preparação do evento ou não, e chegámos à conclusão que seria um risco enorme pôr a ‘Gastronomia’ a funcionar, até porque depois nos deparámos com falta de pessoal, com pessoas que estão a terminar contratos, os recursos humanos eram poucos”, argumenta Moutinho.

Por outro lado, acrescenta que o executivo foi “confrontado com o facto de este evento ir normalmente a aprovação da Assembleia de Freguesia, e nessa situação seria complicado assumir este evento este ano tendo em conta que não estão estavam reunidos os requisitos legais para o poder fazer”.

XVII Feira Gastronómica e Cultural de Alvega. Foto: mediotejo.net

“Por esse motivo, na última reunião que fizemos, decidimos informar as associações que estiveram presentes que não haviam condições para fazer o evento e que suspendemos o Festival Gastronómico”, concluiu.

Este é um dos eventos anuais mais importantes de Alvega, sendo dinamizado pelas tasquinhas das coletividades da freguesia que aderem ao evento, bem como pelos vários stands expositores que costumam conter produtos de artesanato e manualidades, doçaria tradicional, cocktails e outros.

Costumam ser quatro dias de festa, que oferece especialidades gastronómicas, petiscos, música, artesanato e convívio, sendo que também costumam integrar a programação do certame alguns eventos de cariz desportivo e recreativo.

É hábito participarem neste evento, da responsabilidade da União de Freguesias de Alvega e Concavada e que costuma contar com apoio do Município de Abrantes e outras entidades que o patrocinam, a Associação de Melhoramentos da Freguesia de Alvega, a Banda Filarmónica Alveguense, o Clube Desportivo e Recreativo de Concavada, a Associação de Melhoramentos de Tubaral, a Associação Cultural e Recreativa de Casa Branca, Areias e Lampreia e o Clube de Caça e Pesca de Alvega.

Feira Gastronómica e Cultural de Alvega, 2018. Foto: mediotejo.net

Do calendário de festividades em Alvega, resta saber sobre a realização ou não da Festa de Nossa Senhora dos Remédios em agosto, outro importante evento na freguesia cuja organização é repartida anualmente entre a Associação de Melhoramentos da Freguesia de Alvega e a Banda Filarmónica Alveguense.

Estes e outros temas deverão marcar a primeira sessão ordinária da Assembleia de Freguesia, após a tomada de posse, que irá realizar-se este sábado, dia 14 de maio, pelas 20h00, na sede da antiga Junta de Freguesia de Concavada, uma vez que a sessão programada para dia 30 de abril foi adiada por falta de quórum, tendo sido justificada a ausência pelo facto de membros terem testado positivo à covid-19.

Joana Rita Santos

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.