Ortopedia do CHMT com redução significativa de listas de espera para consulta e cirurgias. Foto: mediotejo,net

Após três dias sem doentes covid-19 na enfermaria de Cuidados Intensivos, o Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo considerou estarem reunidas as condições para transferir as Consultas Externas, o Hospital de Dia de Medicina e a Hospitalização Domiciliária, na unidade de Abrantes, para o 10º piso.

A medida vai no sentido “da retoma da melhoria das condições de prestação de cuidados e na melhoria do acesso dos utentes, o que só é possível graças à diminuição do número de infetados, facto que resulta, indubitavelmente, do processo de vacinação que foi implementado nos últimos meses”, lê-se em nota de imprensa.

No entanto, “isso não significa que a pandemia esteja ultrapassada e que tudo já esteja normal. O vírus existe e continua em circulação” acrescenta a mesma nota, pelo que o Conselho de Administração do CHMT apela a todos os utentes que “cumpram as normas de uso de máscara e manutenção das distâncias de segurança, e que sigam as instruções dos profissionais de saúde no recurso às Consultas Externas e Hospital de Dia”.

Paula Mourato

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *