Mural em Concavada em homenagem ao poeta António Botto. Créditos: CMA

No âmbito das comemorações dos 125 anos do nascimento de António Botto, o Município de Abrantes inaugura esta quarta-feira, dia 17 de agosto, às 18h00, o mural realizado pelo artista Samina, em Concavada, aldeia onde o poeta e escritor nasceu, seguindo-se o concerto “José Horta canta poetas de Abrantes”, com a participação de João Vaz e com entrada gratuita.

A inauguração do mural de homenagem ao poeta e escritor António Botto, realizado pelo artista Samina durante o passado mês de junho, no Largo do Chão da Eira, em Concavada, e o concerto de José Horta, com a participação de João Vaz, decorrem ao abrigo do projeto Caminhos Literários: Botto, Camões, Gil Vicente e outros que por cá passaram e que envolve os concelhos de Abrantes, Constância e Sardoal.

António Botto, poeta, dramaturgo e escritor epistolar, nasceu no dia 17 de agosto de 1897, em Concavada, no concelho de Abrantes, e dá nome à Biblioteca Municipal desde 1993.

Paula Mourato

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.