Foto ilustrativa: Getty Images

Segundo a autarquia, desse montante “47.106,18€ incidirão no orçamento de 2022 e os restantes 80.744,88€, no orçamento para 2023. O montante é comparticipado pela Direção-Geral de Estabelecimentos Escolares, no âmbito da transferência de competências para as autarquias, no domínio da educação”.

Na reunião foi também aprovada a renovação dos acordos de cooperação que operacionaliza a Componente de Apoio à Família (CAF) nas escolas do 1º ciclo, “destinada a assegurar o acolhimento e o prolongamento das crianças na escola, antes e após o término das aulas, bem como durante os períodos de interrupção das atividades letivas e a realização de atividades diversas”, pode ler-se no comunicado da CMA.

Esta é “resposta social às crianças e às famílias, prevista não só nas disposições legais em vigor, como também no Eixo 1 do Projeto Educativo Municipal de Abrantes – Dispositivos de melhoria dos níveis de qualidade do sucesso escolar”.

Segundo a Câmara Municipal esta iniciativa “reforça a generalização do conceito de escola a tempo inteiro, pois sempre que a necessidade das famílias o justifique, pode ser oferecida uma CAF, assegurada por associações de pais, juntas de freguesia, entre outras, mediante acordo com os agrupamentos de escolas e com a Câmara Municipal”.

Entre os parceiros nestes acordos listam-se, além da Câmara Municipal de Abrantes, os Agrupamentos de Escolas Nº1 e 2, as associações de pais das escolas António Torrado; Chainça; Rio de Moinhos; Tramagal; E.B. de Abrantes; Maria Lucília Moita; Bemposta; Mouriscas; Pego; Rossio ao Sul do Tejo e a FAJUDIS – Federação das Associações Juvenis do Distrito de Santarém (S. Miguel do Rio Torto).

Joana Rita Santos

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *