Algumas Encarregadas de Educação do Jardim de Infância e a Escola Básica de 1º ciclo (JI7EB1) de Águas Belas, em Ferreira do Zêzere, participaram na sessão de assembleia municipal de sexta-feira, 27 de abril, para mostrar o seu descontentamento em relação ao anunciado fecho deste estabelecimento, já que o mesmo mostra resultados positivos, alegaram.

Também o presidente de Junta de Freguesia de Águas Belas, Sérgio Morgado (PS) fez uma intervenção no início da sessão pedindo mais esclarecimentos sobre o processo. “Não há hipótese de reverter o enceramento. O que é que a câmara está a pensar em fazer?”, questionou.

Manuela Ramos, uma das  três mães/encarregadas de educação presentes, pretendeu saber porque motivo é que o Agrupamento não foi informado da notificação da DGEST visto que ainda na semana passada se tentaram fazer matrículas e ninguém disse nada em contrário.

“Acho que fechar uma escola centenária é um crime enorme. Além disso, no início deste ano letivo, representantes da autarquia disseram que iam pôr lá um portão com uma campainha eletrónica. Para quê? Manteve-se a escola só por causa das eleições?”, criticou.

A encarregada de educação foi mais longe ao afirmar que “se pensa em tudo menos no bem-estar das crianças”, considerando ainda que o Centro escolar é “um depósito de crianças”.

Jacinto Lopes, presidente da Câmara, esclareceu que não há muita margem de manobra para evitar o encerramento da Escola de Águas Belas Foto: mediotejo.net

O Presidente da Câmara de Ferreira do Zêzere, Jacinto Lopes, relembrou que a Escola de Águas Belas tem “a sina de fechar” desde 2010.

“A DGEST vem agora alertar para a necessidade de se encerrar a escola e estranho que já não o tenha feito o ano passado. Já tomámos posições muito mais difíceis, em anos de eleições, do que fechar escolas”, respondeu.

Quanto ao Agrupamento não ter sido informado, acha estranho estarem já decorrer as inscrições. Refere que informou a diretora do agrupamento mas que não sabe se ela comunicou ou não com a secretaria. “É um processo que está em andamento e irá a reunião de câmara mas não há grande margem de manobra em relação a esta escola”, disse o autarca.

Manuela Ramos diz que não dá para perceber como é que se encerra uma escola com bons resultados, sendo que sabe que no Centro Escolar as salas estão completas.

“As crianças só vêm de Águas Belas para Ferreira porque há espaço para elas”, sustentou Jacinto Lopes, acrescentando que as crianças não vão ficar em contentores.

Elsa Ribeiro Gonçalves

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.