Os deputados do Bloco de Esquerda, Carlos Matias e Heitor de Sousa, questionaram na quarta-feira, dia 2 de maio, o Ministro do Planeamento e das Infraestruturas sobre “problemas de segurança rodoviária no troço da Estrada Nacional 110, que atravessa a vila de Atalaia, no concelho de Vila Nova da Barquinha”.

O Grupo Parlamentar do BE quer saber se “o governo tem conhecimento dos grandes problemas de segurança rodoviária no troço da Estrada Nacional 110 (EN110) que atravessa a vila de Atalaia, no concelho de Vila Nova da Barquinha, se o governo vai intervir junto da Infraestruturas de Portugal (IP), no sentido de compelir esta empresa para a resolução dos problemas há muito aí identificados, executando as obras projetadas, quando irá a IP executar essa intervenção e quando se prevê que a mesma esteja concluída”.

No âmbito da questão apresentada ao Ministério do Planeamento e das Infraestruturas, os deputados do BE dizem que “o troço da Estrada Nacional 110 (EN110) que atravessa a vila de Atalaia, no concelho de Vila Nova da Barquinha, é percorrido por trânsito intenso, incluindo de viaturas pesadas. Trata-se de um atravessamento urbano de uma vila com cerca de 1800 habitantes, com elevado risco de acidentes”.

O Bloco de Esquerda recorda que “para mitigar os riscos, aumentar a segurança e atender aos compreensíveis receios das populações, e na sequência de reunião técnica realizada em setembro de 2016 na Atalaia, ficou definido que a solução a adotar passaria pela ‘colocação de lombas redutoras de velocidade associadas a passadeiras, tendo a autarquia ficado de propor o anteprojeto que iria desenvolver para este efeito'”.

Segundo esclarecimento enviado ao BE, em janeiro de 2017, “foi recebido na IP o projeto de execução elaborado pela autarquia, encontrando-se em análise e emissão de parecer”.

“Esse parecer positivo – sublinham os deputados – há muito foi enviado à Câmara Municipal da Barquinha. Portanto, é incompreensível que a IP, até hoje continue sem dar quaisquer sinais de iniciar as obras. Trata-se de encargo seu, a quem cabe resolver os problemas de segurança numa estrada nacional, problemas cuja existência reconheceu e cujo projeto de solução aprovou”, considera, concluindo, o Grupo Parlamentar do BE.

Gisela Oliveira

Jornalista profissional há mais de 30 anos, passou por vários jornais diários nacionais, nomeadamente pelo 'Diário de Lisboa', 'Diário de Notícias' e 'A Capital'. Apaixonada pela profissão desde a adolescência, abraçou o jornalismo nas suas diversas áreas, desde o Desporto às Artes e Espetáculos, passando pela Política e pelos temas Internacionais. O jornalismo de proximidade surge agora no seu percurso.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.