O Agrupamento de Centros de Saúde do Médio Tejo decidiu não autorizar a abertura dos caixões durante os funerais “como medida cautelar de saúde pública”. Foto: DR

A Câmara Municipal de Vila de Rei, à semelhança dos restantes municípios do país, relembra a população que a conjuntura atual, face à situação de pandemia por covid-19, obrigou à adoção de medidas organizacionais mais restritivas para garantir a inexistência de aglomerados de pessoas e o controlo das devidas distâncias de segurança, aplicando-se alterações e restrições também à realização de velórios e funerais.

O município lembra que “nos funerais é permitida a participação de cônjuge ou unido de facto, ascendentes, descendentes, parentes e afins. O número permitido de indivíduos não familiares ao falecido não poderá ser superior a 25 pessoas”.

Ainda assim, todos os participantes “deverão obrigatoriamente manter uma distância de dois metros uns dos outros”.

Já nos velórios será permitida presença apenas de familiares, “sendo igualmente obrigatório a aplicação das regras para o devido distanciamento social”.

A CM Vila de Rei refere ainda que “é recomendado que pessoas de grupos mais vulneráveis não participem nos velórios e funerais”.

Joana Rita Santos

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.