A compostagem doméstica poderá vir a ser cada vez mais uma realidade no dia-a-dia de cada habitação. Créditos: DR

O projeto é aberto a todas as famílias residentes no concelho de Vila de Rei que possuam um pequeno espaço exterior na sua habitação (jardim, quintal ou horta). O Município entregou simbolicamente o primeiro compostor doméstico na Escola Básica e Secundária de Vila de Rei e explicou aos mais jovens o processo da compostagem, sensibilizando e introduzindo esta temática e o projeto que agora arranca.

O registo de inscrições para a adesão ao projeto e requisitar um compostor será disponibilizado em breve, por via de formulário, informa a autarquia.

Esta estratégia permitirá a valorização dos resíduos biodegradáveis alimentares e provenientes de espaços verdes, sendo distribuidos gratuitamente compostores (contentores específicos para esta função), sendo que os municípes receberão explicações e um guia de apoio à utilização para esclarecimento de dúvidas quanto à compostagem.

Município de Vila de Rei entregou primeiro compostor doméstico na Escola Básica e Secundária de Vila de Rei, como forma de sensibilização e instrução dos mais jovens no arranque do projeto. Foto: CMVR

O projeto “Reduzir para criar mais valor” traduz-se “no desenvolvimento de soluções mais verdes e sustentáveis, alinhadas com a promoção de uma economia circular assente na redução, reutilização, recuperação e valorização dos resíduos visando sempre que possível a otimização de recursos e na adoção de boas práticas”.

Em comunicado enviado à imprensa, Paulo César Luís, vice-presidente da Câmara Municipal, frisa que “este é mais um passo importante e decisivo para a sustentabilidade ambiental do concelho, tendo como meta a atingir, no final de 2023, a separação entre os biorresíduos e os resíduos indiferenciados, reduzindo, desta forma, significativamente, a quantidade de resíduos enviada para aterro e permitindo o reaproveitamento dos mesmos”.

O autarca relembra ainda que “esta é uma das três ações estratégicas que estavam previstas no Estudo Municipal para o Desenvolvimento de Sistemas de Recolha de Biorresíduos de Vila de Rei, desenvolvido em 2021″.

Joana Rita Santos

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.