Castelo de Torres Novas.(Foto: DR)

Na reunião de câmara privada de 14 de setembro, quinta-feira, foi aprovado o projeto de Operação de Reabilitação Urbana Sistemática da Área de Reabilitação Urbana de Torres Novas – Centro Histórico. O projeto vai agora a discussão pública e depois para o IHRU – Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana, para emissão de parecer.

Segundo nota de imprensa, “o documento apresenta o quadro legal da reabilitação urbana, a caracterização e diagnóstico da “ARU de Torres Novas-centro histórico” quanto à ocupação urbana e edificado, espaço público, infraestruturas, rede viária e mobilidade, enquadramento do PDM em vigor, incorporando ainda as perspetivas de futuro e a estratégia de reabilitação urbana do Município para esta área de intervenção”.

“No que se refere à ORU – Operação de Reabilitação Urbana do centro histórico é apresentada a respetiva modalidade, prazos de execução, estimativas de investimento, fontes de financiamento, apoios e incentivos à reabilitação, bem como o modelo de gestão e de execução com os respetivos instrumentos de execução”, continua.

A operação a desenvolver na “ARU Torres Novas-centro histórico” corresponde a uma ORU Sistemática, refere o município. Prevê-se que os projetos de intervenção se desenvolvam entre 2018 a 2033.

 

 

 

Cláudia Gameiro

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.