Torres Novas acolheu finais da Supertaça numa grande jornada de basquetebol. Foto: Gerardo Santos/Global Imagens

O Palácio dos Desportos, em Torres Novas, foi o palco das finais da Supertaça em basquetebol, com o Sporting vencer o campeão nacional Benfica, por 89-84, em masculinos, e com o Benfica a revalidar o troféu feminino ao vencer o GDESSA Barreiro por 78-47.

Perante um pavilhão com uma excelente moldura humana, o Sporting venceu pela segunda vez consecutiva a Supertaça portuguesa de basquetebol, ao vencer o campeão nacional Benfica, por 89-84, em Torres Novas. Depois de no ano passado terem vencido a prova pela primeira vez, os ‘leões’ voltaram a erguer o troféu, num encontro em que chegaram ao intervalo com uma vantagem de 48-37.

Apesar de não vencer a Supertaça desde 2016/17, o Benfica lidera o historial de vencedores da prova, com 14 cetros, mais seis do que a Ovarense.

Benfica conquista Supertaça de basquetebol feminina

O Benfica venceu a Supertaça de basquetebol feminina pela segunda vez e revalidou o troféu conquistado na época passada, ao vencer o GDESSA Barreiro por 78-47, em jogo realizado no sábado, também em Torres Novas.

As bicampeãs nacionais chegaram ao intervalo a vencer por 37-16, antes de se imporem de forma decisiva no terceiro e quarto parciais, diante de um adversário que já tinham batido na final da Taça de Portugal da última temporada.

Benfica conquista Supertaça de basquetebol feminina frente ao GDESSA. Foto: Twitter/ FPB

Esta é a segunda Supertaça conquistada pelas ‘águias’, que igualaram precisamente o registo clube do Barreiro, ambos ainda distantes do recordista CAB Madeira, que conta sete troféus.

c/LUSA

Mário Rui Fonseca

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.