Foto: CM Tomar

O concelho de Tomar volta a ser palco de mais uma mostra gastronómica dedicada a esse pitéu peculiar que é a lampreia. Amado por muitos, odiado por uns quantos, e desconhecido para tantos outros, o ciclóstomo volta a fazer parte das ementas de 24 estabelecimentos do concelho até ao dia 29 de março, dando a provar pratos e iguarias confecionadas de forma tradicional ou apetrechados de tendências “gourmet”, onde não falta também a doçaria.

Desde o dia 29 de fevereiro e até 29 de março, aos fins-de-semana, os apreciadores de lampreia e aqueles que queiram embarcar numa experiência gastronómica diferente têm aqui a janela de oportunidade para fazer o gosto ao paladar.

O ciclo anual repete-se, e com a subida da lampreia para desovar nos rios da região, começam as romarias dos apreciadores de uma boa experiência à mesa, vindos de todas as partes do país para apreciar os pratos tradicionais pelas mãos de quem já conta com anos de experiência na sua confeção. Tomar é um dos principais destinos da região nesta altura do ano, entre o final do Inverno e o princípio da Primavera, proporcionando aos comensais uma boa refeição onde a lampreia não pode faltar.

Durante a mostra, o ciclóstomo integra diversos pratos dos menus, desde o patê à molhata. até ao típico arroz de lampreia. Foto: CM Tomar

São 24 os estabelecimentos, dez restaurantes e catorze pastelarias, a terem menus especiais de lampreia, sendo Almourol (em Tancos), Bela Vista, Ginginha, Infante, Marisqueira de Tomar e Nabão (todos na cidade), Lúria (Portela de S. Pedro), Manjar dos Templários (Moinho Novo), Ninho do Falcão (Quinta do Falcão) e Picadeiro (Alvito). As doçarias (todas em Tomar) são Estrelas de Tomar, os cinco estabelecimentos da Padaria Rosa, os dois estabelecimentos Pic-Nic, a Templária e os cinco estabelecimentos Tropical.

Entre os pratos e iguarias disponíveis, encontram-se entradas de paté de lampreia, paté de lampreia com algas ou pataniscas de lampreia; sopas de peixe do rio e de lampreia; lampreia com arroz de cabidela, molhata de lampreia, lampreia à bordalesa, arroz de lampreia e feijoada de lampreia.

A mostra não descura a doçaria, sendo que nas cartas de sobremesas dos restaurantes haverá lampreias de ovos simples e com misto de fruta e ainda docinho de lampreia. Nas pastelarias aderentes, além da lampreia de ovos, aparecem iguarias conventuais como as Castanhas de Ovos, Bolos de Cama, Trouxas de ovos e Beijinhos de lampreia.

Joana Rita Santos

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.