Fotografia: Pexels

A Câmara Municipal de Tomar já assinou os acordos de colaboração para a educação pré-escolar e 1º ciclo do ensino básico, os quais preveem um investimento estimado em cerca de 440 mil euros para atividades de animação e de apoio à família e para o fornecimento de refeições escolares.

Depois de os acordos já terem sido aprovados pelo executivo municipal, a transferência de competências na área da educação e a “necessidade de clarificar algumas condições” levou a algumas alterações pontuais nos acordos.

Neste sentido, manteve-se a atribuição do subsídio extraordinário, já anteriormente previsto para as entidades responsáveis pelos serviços de refeições, no valor de 10€/mês por criança que almoça. “Este apoio foi atribuído a todos os parceiros, à exceção das escolas onde já é o Município a assumir o serviço de refeição (Serra e Curvaceiras) e das situações em que as refeições são confecionadas nos refeitórios das EB2/3 e secundárias e pagas pelo Município (associações de pais do JI Raul Lopes, EB1 Raul Lopes, EB1 Infante D. Henrique, Santo António e Templários)”, explica o município.

“Nestes casos, é atribuído o valor de 7,50 € por mês às crianças com subsídio de Escalão A e 4 € às crianças com Escalão B”, clarifica ainda o município, pelo que se estima que o valor total a despender com estes programas durante todo o ano letivo seja de cerca de 250 mil euros para as atividades de apoio à família e de 190 mil euros para as refeições no 1.º ciclo.

Rafael Ascensão

Licenciado em Ciências da Comunicação e mestre em Jornalismo. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.