Câmara cancela "Tomar O Centro Mágico do Natal" e concerto de Ano Novo devido à pandemia. Foto arquivo: Luís Ribeiro

Tomar preparou uma programação especial para ser o destino de eleição na quadra natalícia, porém o agravar da pandemia e o surgimento de restrições levou a que fosse cancelada a iniciativa “Tomar O Centro Mágico do Natal” prevista de 4 a 24 dezembro para a Praça da República. Também o concerto de Ano Novo com os Anjos foi cancelado pela autarquia. A restante programação, nomeadamente o Cantar Natal, prossegue, ajustada às medidas apontadas em resolução do Conselho de Ministros. Outras iniciativas estão previstas no concelho, nomeadamente a Aldeia Natal de Santa Cita, o Passeio de Pais Natal em Bicicleta na Linhaceira.

Este seria o ano em que o município queria que Tomar conseguisse “recuperar o espírito do Natal enquanto momento comunitário”, porém, a atual conjuntura parece não dar tréguas no que toca ao piorar da situação de pandemia de covid-19.

Neste sentido, a autarquia confirmou na reunião de segunda-feira, dia 29 de novembro, que optou por cancelar a iniciativa “Tomar O Centro Mágico do Natal” que traria divertimentos e um mercado à Praça da República.

“Além da Resolução do Conselho de Ministros n.º 157/202127 do passado 25 de novembro que decreta o Estado de Calamidade para todo o país a partir de dia 1 de dezembro, na origem desta decisão esteve também o facto do espaço do evento não permitir a vedação total, de forma a garantir um efetivo controlo de entradas, com a necessária verificação dos certificados de testagem exigidos. No entanto, o principal motivo prendeu-se com o aumento de casos na região se registar sobretudo em crianças e jovens que seriam maioritariamente o público-alvo deste evento”, lê-se em comunicado.

ÁUDIO | Anabela Freitas, presidente da CM Tomar:

Esta terça-feira, dia 30, a Câmara confirmou também o cancelamento do concerto de Ano Novo com os Anjos, na Várzea Grande.

“As questões de saúde pública se sobrepõem a quaisquer outras questões, o evento previsto para a Passagem de Ano na Várzea Grande foi igualmente cancelado, por ser a decisão mais segura, prudente e responsável a tomar”, pode ler-se em comunicado.

Recorde-se que, caso não tivesse sido cancelado por força da pandemia e das restrições impostas pelo agravar da mesma nesta altura, o “Tomar – O Centro Mágico do Natal” iria recriar um parque temático na Praça da República, de 4 a 24 de dezembro, que iria estar aberto todos os dias à exceção das segundas-feiras.

Estava previsto conter a casa do Pai Natal, uma árvore de Natal com um Atelier de Duendes, um comboio de Natal, um carrossel parisiense e a experiência de deslizar numa rampa rápida, além da dinamização de um Mercadinho de Natal. A iniciativa deverá agora ficar à espera do próximo ano para sair à rua.

Até ver, a restante programação deverá manter-se, mesmo com adaptações à atual conjuntura, e por isso arranca já no dia 1 de dezembro, quarta-feira, o ciclo de concertos “Cantar Natal”, iniciativa da associação Canto Firme que também já faz parte da tradição. No feriado de 1 de dezembro a Orquestra de Sopros faz a abertura de mais uma edição da iniciativa, no auditório Fernando Lopes-Graça na sede da Canto Firme, e depois até 8 de janeiro, com um conjunto de recitais e concertos que incluem a 17, 18 e 19 a comemoração dos 115 anos do nascimento de Lopes-Graça, ilustre compositor tomarense.

Também fora do concelho se aguardam com expectativa algumas atividades, caso da estreia da “Santa Cita Aldeia Natal“, numa iniciativa com programação própria que pretende manter vivas as tradições natalícias, sendo inclusiva e agregadora. Abre dia 8 e depois de 17 a 19 e de 21 a 23 de dezembro, contando com mercado e animação, um Passeio BTT e uma caminhada solidária e incluindo, no dia 18, uma passagem do Passeio de Pais Natal em Bicicleta, iniciativa habitual da vizinha aldeia de Linhaceira.

Santa Cita será uma Aldeia Natal na quadra deste ano, lançando uma iniciativa comunitária e inclusiva que pretende salvaguardar e reviver a tradição local. Foto: DR

A fechar a quadra natalícia, a 7 e 8 de janeiro, conta-se celebrar o Dia de Reis. Além do tradicional Concerto de Reis pelo Coro Misto da Canto Firme, integrado no Cantar Natal, está prevista uma iniciativa de vídeo mapping na Praça da República com “Nutcracker” pela Vórtice Dance Company.

Por outro lado, recorda o Município a aposta na campanha “Tomar Natal É No Comércio Local”, um êxito há um ano atrás e que este ano esgotou apenas numa semana os vouchers num valor de 100 mil euros. O objetivo é que os tomarenses ou quem tenha adquirido possam agora fazer as suas compras comércio local, nas lojas aderentes, ficando essa verba por inteiro na economia do concelho.

Mário Rui Fonseca

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *