Uma exposição de fotografia ao ar livre que mostra o talento de quem tem a fotografia como hobbie. É deste modo que se pode descrever o evento “Olhar Tomar”, uma mostra fotográfica do grupo “Amigos da Fotografia de Tomar” que vai colocar a olhar para cima quem passa no centro histórico de Tomar, uma vez que nas varandas dos prédios foram colocadas fotografias de cantos e recantos do concelho.

A inauguração da mostra decorreu na radiosa tarde de sábado, 12 de maio, com a vereadora da Cultura e Turismo, Filipa Fernandes a cortar a fita, junto às Praceta de Olivença (Corredoura) com alguns dos elementos deste grupo. A mostra vai estar patente até 17 de junho.

Fotografias podem ser observadas nas varandas do primeiro andar dos prédios do centro histórico de Tomar Foto: mediotejo.net

Ao todo são 60 fotografias de 24 fotógrafos que integram o grupo “Amigos da Fotografia de Tomar” que existe desde dezembro de 2016 e tem atualmente mais 10.500 associados.

Paulo Ferreira, da organização, agradeceu à Câmara de Tomar a preciosa ajuda na concretização desta mostra, agradecendo a Manuel Gil que concebeu toda a parte de design e montagem da exposição.

“Este projeto começou com uma ideia dos três, em setembro do ano passado. As nossas fotografias têm passado pela esfera digital que achamos que seria interessante trazer as imagens para o mundo físico”, disse, considerando que o turismo pode beneficiar com esta mostra uma vez que nas fotografias são evidenciados vários aspetos do concelho.

Paulo Ferreira, do grupo dos Amigos da Fotografia de Tomar, revelou como surgiu esta ideia Foto: mediotejo.net

A vereadora da Cultura, Filipa Fernandes agradeceu ao grupo e aos mentores desta ideia que o município abraçou desde o início.

“É uma mostra de Tomar, o melhor da nossa região e por isso faria todo o sentido apoiar este projeto. É no caminho da partilha que conseguimos que Tomar vá a bom porto”, disse, cumprimentando todos os fotógrafos que fazem parte deste grupo que coloca Tomar nas bocas do mundo.

“Vocês conseguem mostrar, na esfera virtual, a nossa riqueza cultural e natural. Não percam nunca esse espírito porque são pessoas como vocês que enriquecem a cidade e fazem com que mais pessoas venham até nós. Para que a mostra se organizasse, os serviços de turismo tiveram que pedir autorização a cada um dos proprietários dos imóveis do centro histórico, pelo que a vereadora também enalteceu o empenho dos funcionários do município nessa tarefa.

Fotos podem ser vistas nas varandas dos prédios do centro histórico de Tomar Foto: mediotejo.net

Filipa Fernandes lançou ainda o desafio de que o grupo torne esta exposição móvel, promovendo a cidade através da fotografia em outros pontos do país. Que esta exposição seja o início de uma tour pelo país fora”, desafiou, convidando todos a olhar tomar de cabeça erguida para as janelas de Tomar. “Muitas vezes vemos Tomar, não olhamos Tomar. E graças a vós olhamos Tomar”, disse.

Paulo Alexandre Melo, que pertence ao grupo desde a fundação, é um dos autores desta exposição. Bancário, 43 anos, tem na fotografia a sua paixão, sendo a primeira vez que expõe as suas fotografias.

“Espero que haja mais eventos deste género porque há fotografias fantásticas e é uma pena que fiquem apenas pelo seu formato digital”, disse. Paulo Melo disse ainda que esta mostra dá uma excelente visibilidade à cidade.

Também Manuela Rodrigues participa nesta exposição, embora não seja a primeira vez que expõe. Conheceu o grupo “Amigos da Fotografia de Tomar” pelo facebook e aderiu porque gosta muito de fotografia, tendo feito novas amizades graças ao grupo. Gosta de fotografar natureza, eventos mas a sua paixão são as macros.

“Dá-me muita paz de espírito. É uma terapia. Tive um problema oncológico e a fotografia ajudou-me a ultrapassar essa fase menos boa”, contou. A inauguração terminou com um Mouchão de Honra no Complexo da Levada e com um momento musical a cargo da Canto Firme de Tomar.

Elsa Ribeiro Gonçalves

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.