Autarcas e ambientalistas querem definição de caudais ecológicos no Rio Tejo. Foto: DR

A concelhia do Bloco de Esquerda de Santarém anunciou que vai realizar dois debates online sobre o ambiente nos dias 1 e 10 de junho, o primeiro dos quais já na noite desta segunda-feira versando a temática do ativismo ambiental. O segundo debate vai incidir sobre a bacia hidrográfica do rio Tejo.

O debate com o mote “Ativismo Ambiental” vai decorrer esta segunda-feira, dia 1 de junho, às 21:00, e contará com a participação de Joana Algarvio (ativista SOS Alcanena), José Gabriel (membro da Comissão de Luta Anti Poluição do Alviela – CLAPA), e Pedro Triguinho, (Movimento BASTA! de Torres Novas), contando com a moderação de Francisco Cordeiro, da concelhia de Santarém do BE.

O segundo debate vai incidir sobre o tema “Bacia Hidrográfica do Tejo”, e está marcado para o dia 10 de junho, também às 21:00, contando com a participação de Arlindo Consolado Marques (proTEJO), Armindo Silveira (vereador em Abrantes), Soledad Lama (Rede del Tajo) e ainda um orador a confirmar pela Eco Cartaxo, cabendo a moderação a Fabíola Cardoso, deputada do BE eleita por Santarém à Assembleia da República.

Os debates surgem no contexto do dia mundial do ambiente, que decorre dia 5 de junho, e ambos vão ser transmitidos em direto na página de facebook https://www.facebook.com/blocodeesquerda.santarem/.

Ambos os debates terão espaço para perguntas feitas pelos espetadores online, danod ainda conta a concelhia de Santarém do Bloco de Esquerda que o objetivo e o de “fomentar o debate sobre o atual ativismo e encontrar soluções para os diferentes problemas ambientais”.

Mário Rui Fonseca

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.