Renovada geminação com o município de Le Pléssis Trévise, em França, acordo que celebra este ano 25 anos. Foto: mediotejo.net

Os 500 anos da freguesia Seiça, os 100 anos das aparições de Fátima e os 25 anos da geminação com o município de Le Pléssis-Trévise (França) marcaram o 20 de junho deste ano no concelho de Ourém, feriado municipal. As homenagens incidiram na celebração de datas redondas, com o presidente da Câmara, Paulo Fonseca, a tornar a insistir que o caminho para o futuro do concelho passa pela internacionalização.

“O mundo está ali, nos EUA e na Ásia”, foi a mensagem de Paulo Fonseca no seu discurso do Dia do Município, 20, terça-feira, frisando mais uma vez acreditar que o caminho para o concelho passa pela internacionalização. Um conceito que, sublinhou, não deve ser confundido com “exportação” e que se traduz por uma maior presença a nível internacional, divulgando as potencialidades do município. Comentou ainda a capacidade de empresas privadas poderem prestar também um serviço público, algumas das quais foram homenageadas durante a sessão.

No seu discurso, recordando a geminação de 25 anos com Le Pléssis-Trévise, saudou o ex-presidente da Câmara, Mário Albuquerque, que assinou o acordo, a partilha de estratégias para o futuro com o município francês, deixando também uma palavra aos portugueses que vivem em França. Adiantaria assim que a 11 de agosto será inaugurado em Ourém um monumento ao emigrante.

A sessão solene do Dia do Município  contou com um primeiro momento em que se renovou a geminação com Le Pléssis-Trévise. O presidente daquele município, Didier Dousset, realizou o seu discurso em português, deixando as condolências às vítimas dos incêndios. Manifestou-se de seguida “profundamente impressionado” com o acolhimento em Ourém, mostrando o seu respeito pela “grandeza histórica de Portugal”.

Não esquecendo a vitória no Europeu de Futebol nem a Eurovisão, Didier Dousset referiu que “portugueses e franceses partilhamos a mesma visão de um mundo mais justo”, com progresso e paz. “Este aniversário não deve ser um fim, mas um percurso, nomeadamente para os mais jovens” no caminho para a construção da União Europeia.

Seguiram-se as distinções honoríficas, que premiaram um largo conjunto de associações e empresas. A medalha de ouro do município foi entregue ao município de Le Pléssis-Trévise, pelos 25 anos de geminação, e ao povo de Seiça, pelos 500 anos de freguesia (entrega de medalha decorre apenas a 15 de agosto, quando se celebrar o aniversário).

Já as medalhas de mérito município foram atribuídas à Irmã Ângela Coelho, postuladora da causa de canonização dos pastorinhos Jacinta e Francisco Marto, e às empresas ArteSacris, Farportugal, FARUP, José de Almeida Pereira e Manuel Reis Pereira Unipessoal pela participação na elaboração do terço do centenário. Adão Vasconcelos, presidente de junta de Urqueira falecido recentemente, recebeu a medalha de mérito a título póstumo.

As restantes medalhas de mérito foram entregues a associações e empresários que de algum modo se destacaram no concelho: António Vieira, Armando Francisco, Casa do Povo de Fátima, Centro Cultural e Recreativo do Olival, Centro Social da Ribeira do Fárrio, Centro Social e Paroquial de Freixianda, Fernando Major, João Azevedo, Liga de Amigos dos Bombeiros Voluntários de Freixianda, Trans JM, União de Misericórdias Portuguesas e Virgulino Neves.

O deputado de Minas Gerais (Brasil), Durval Ângelo, receberá também uma medalha de mérito no decorrer do IV Encontro Ourém Minas Gerais, dia 23 de junho. Recebeu ainda uma medalha a Irmã Maria José Lima, da Casa Bom Samaritano, que não pôde comparecer à cerimónia. Foram homenageados, por fim, os funcionários com 25 anos ao serviço do município.

Cláudia Gameiro

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.