Foto: Arlindo Homem

O município de Ourém mostrou na segunda-feira, 4 de maio, o seu apoio ao Santuário de Fátima, pela decisão de manter as celebrações do 13 de maio à porta fechada. Numa declaração lida em reunião de executivo, o presidente Luís Albuquerque refere que o dispositivo distrital de Proteção Civil está a preparar-se para fazer face às eventualidades dessa data.

No texto, enviado às redações, é manifestado o apoio à instituição religiosa por manter as celebrações sem peregrinos. “Esta posição merece o nosso entendimento e acolhimento, por se tratar de uma posição de enorme consciência e responsabilidade coletiva, pelo que reiteramos o nosso inteiro alinhamento com as distintas autoridades eclesiásticas”, leu Luís Albuquerque.

“Ademais informamos que estamos a acompanhar as diligências promovidas pela Comissão Distrital de Proteção Civil sobre estas peregrinações, sendo certo que estaremos inteiramente disponíveis para colaborar na solução que vier a ser implementada”, adiantou.

Em declarações aos jornalistas em videoconferência de imprensa, Luís Albuquerque não quis adiantar detalhes sobre as medidas que serão implementadas pela Proteção Civil, referindo apenas que “estão identificados os problemas que podem surgir e as medidas que podem ser acauteladas”. Esta informação, garantiu, será tornada pública nos próximos dias.

Cláudia Gameiro

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.