Projeto do passadiço do Agroal Foto: CM Ourém

O executivo municipal de Ourém aprovou em reunião de executivo a adjudicação da obra do passadiço do Agroal, por 177 mil euros, à empresa Carmo. Segundo o presidente da Câmara, Luís Albuquerque, os trabalhos devem arrancar em outubro e estarão prontos a tempo do próximo verão. O investimento global ronda os 380 mil euros.

O processo burocrático levará ainda algum tempo, mas a obra vai mesmo avançar. Segundo informação municipal, o passadiço do Agroal terá uma extensão de aproximadamente 780 metros.

Conceptualmente, “o projeto apresenta um percurso sinuoso integrado no espírito do lugar e enquadrado com toda a envolvente paisagística, assumindo como premissa a manutenção do maior número possível das espécies arbóreas existentes”, pode ler-se na informação disponibilizada pela autarquia.

“Foram também definidos pontos estratégicos de lazer e estadia ao longo do Passadiço que contemplarão a instalação de mobiliário urbano e iluminação que tornarão o percurso mais atrativo e contemplativo. Ao longo do percurso serão instalados elementos gráficos e painéis informativos sobre a fauna e flora aí existentes, tornando a passagem educativa e interativa”, refere a mesma nota informativa.

A intervenção total ronda os 380 mil euros e foi submetida a uma candidatura integrada no âmbito do Programa Operacional Regional do Centro (Centro 2020) designada de “Rotas e Percursos no Médio Tejo” e promovida pela Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo.

Cláudia Gameiro

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.