Foto: AMO

O município de Ourém recusou assumir, quer na reunião de câmara de 18 de fevereiro, quer na assembleia municipal de dia 19, a competência do Governo da salubridade animal e saúde pública.

Segundo explicou o presidente da Câmara de Ourém, Luís Albuquerque (PSD), à comunicação social e aos deputados municipais, esta posição foi tomada após o executivo ouvir o veterinário municipal. “Entendemos que de momento não há condições de logística e de segurança” para receber esta competência, referiu.

Em Assembleia o tópico seria aprovado por maioria, com abstenção do PS, que deixaria algumas críticas à posição da Ordem dos Veterinários em torno da temática.

Aos deputados municipais, Luís Albuquerque adiantou que o processo para a construção do Canil/Gatil de transição está em andamento, tendo o município já adquirido o veículo que permitirá levar os animais até ao Canil Intermunicipal de Proença-a-Nova.

Cláudia Gameiro

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *