Ourém lança concurso para compra de autocarros elétricos que vão fazer circuitos urbanos. Foto ilustrativa: DR

A Câmara de Ourém lançou o concurso público para a compra de dois autocarros elétricos, para a realização de circuitos urbanos na sede do concelho e em Fátima, no valor de 712 mil euros.

De acordo com o concurso publicado no dia 1 de agosto em Diário da República, um dos autocarros que o município pretende adquirir é de 30 lugares e o outro de 16. O concurso contempla ainda o fornecimento e instalação de dois carregadores elétricos, distribuídos por Ourém e Fátima.

O presidente da Câmara, Luís Albuquerque, explicou que se trata de um investimento na ordem dos 854 mil euros, com financiamento do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos de quase 605 mil euros. Ao Município de Ourém cabe custear cerca de 250 mil euros.

Luís Albuquerque adiantou que este é o terceiro procedimento para a compra de viaturas elétricas para a autarquia.

“Estão em fase de entrega quatro veículos ligeiros e agora foram lançados os procedimentos para os autocarros e, ainda, para uma carrinha de nove lugares”, declarou.

Neste último caso, o preço base do concurso, publicado em Diário da República na terça-feira, é de 52.306 euros.

O autarca acrescentou que se pretende tornar “a frota do Município mais amiga do ambiente”, referindo que “sempre que forem lançados avisos e a Câmara tenha capacidade para comparticipação da componente nacional, o objetivo é continuar com este processo”.

Em dezembro, a Câmara tinha anunciado que iria apresentar uma candidatura para a criação de circuitos urbanos de transporte público em Ourém e Fátima, com recurso a autocarros elétricos.

Segundo uma nota de imprensa emitida na ocasião, o projeto visa reforçar a rede de transporte público de passageiros no concelho, assim como fomentar uma mobilidade mais limpa, com melhorias na qualidade de vida das cidades e dos seus habitantes.

Para o Município, o objetivo é “responder às carências existentes na rede de transportes públicos de passageiros concelhia, beneficiando a mobilidade nas cidades de Ourém e Fátima no que respeita às deslocações para locais de residência, de trabalho, estabelecimentos de ensino e zonas comerciais”.

Agência Lusa

Agência de Notícias de Portugal

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.