"Os Pépétos" fizeram rir o público em 2018 com a história de uma viúva recém-casada que descobre que o primeiro marido está vivo. O Cenourém regressa a 22 de abril, após dois anos de pandemia. Foto: mediotejo.net

O Festival de Teatro Amador de Ourém – CENOURÉM já iniciou o seu programa de espetáculos, arrancando estes dias 5 e 6 de abril, quinta e sexta-feira, com “Os Pépétos”, do Grupo Desportivo Sobralense. Na quinta-feira, a peça “Os maridos da ex-viúva” soltou gargalhadas da plateia do Cine-teatro de Ourém.

Ela tem um dilema. Acabada de casar, descoberto que o primeiro marido, desaparecido num desastre de avião, afinal está vivo. O que fazer? Qual escolher? O novo ou o velho? Pelo meio há um agente de seguros, um médico, uma amiga, uma visita e uma empregada de limpeza a dar palpites. Para saber como termina a história, é necessário passar pelo palco do CENOURÉM.

A celebrar 20 anos, o CENOURÉM arrancou esta quinta-feira com “Os Pépétos”, que celebram assim também a sua já longa ligação ao festival de teatro amador. Conforme explicou o encenador, Sérgio Oliveira, ao mediotejo.net, o grupo foi reativado em 2002 na sequência precisamente do festival, na época pela mão de Américo Frias.

Constituído por cerca de 15 pessoas, com idades entre os 20 e os 40 anos, é uma equipa jovem em plena vida ativa que faz um grande esforço para montar os seus espetáculos. “O que nos motiva é todo esta convivência, este espírito que se cria”, confessou Sérgio Oliveira, reconhecendo que é muito difícil conciliar agendas. “E as gargalhas são tudo, é a recompensa do nosso trabalho”, salientou.

Festival de teatro amador de Ourém encontra-se a celebrar os seus 20 anos Foto: mediotejo.net

Existindo em parte devido ao CENOURÉM, Sério Oliveira frisou a importância deste festival. “Tem uma grande importância no nosso crescimento e é aquilo que nos motiva a estrear uma peça todos os anos”, que posteriormente vão apresentar a outras salas. “O CENOURÉM continua a ter uma influência muito grande no teatro de todo o concelho”.

Os próximos espetáculos estão marcados para os dias 13, 20, 26 e 27 de abril. Na primeira data, o Movimento P’ró Palco, da Associação dos Andrés, entra em cena com “Doutor cura tudo!”, na segunda é a vez do grupo Diónis – Teatro de Grupo, CRL, com “Mãe! Estás aí?” e nos dois últimos dias é apresentado “Noiva, precisa-se!” pela Escola Básica 2,3 Cónego Dr. Manuel Lopes Perdigão (Caxarias).

Os bilhetes para os espetáculos do Cenourém têm um custo de 2,5 euros e o valor reverte para o respetivo grupo de teatro, igualmente responsável pela venda dos mesmos.

A iniciativa é organizada em conjunto pela Câmara Municipal de Ourém e os grupos de teatro associativos e escolares do concelho.

Cláudia Gameiro

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.