Ortopedia do CHMT com redução significativa de listas de espera para consulta e cirurgias. Foto: mediotejo,net

A especialidade de Ortopedia do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) está a realizar a recuperação das suas listas de espera de consulta e de cirúrgicas decorrentes da atividade que foi suspensa pela pandemia, apostando em parcerias e em consultas da especialidade ao fim de semana para atingir melhores e mais céleres parâmetros assistenciais.

Em esclarecimento enviado ao mediotejo.net, a administração hospitalar refere que “a recuperação da lista de espera cirúrgica de Ortopedia foi uma prioridade assistencial do CHMT ao longo dos últimos dois anos e o Serviço de Ortopedia, numa articulação virtuosa com as equipas da Medicina Interna e da Anestesiologia do CHMT”, que gere as unidades hospitalares de Abrantes, Tomar e Torres Novas.

“O tempo médio de espera para uma cirurgia desta especialidade, que era superior a um ano em 2020 (425 dias), foi reduzido para 275 dias em 2021, ainda com forte atividade pandémica a condicionar o normal funcionamento do Bloco Operatório, e, este ano, diminuiu para metade, fixando-se atualmente em 117 dias, apurados no final do passado mês de setembro. Atualmente, estão inscritos 306 utentes para cirurgia ortopédica”, refere a mesma nota.

No que diz respeito às consultas da especialidade, “a recuperação é idêntica”, afirma, dando conta que, “em apenas nove meses, os tempos de espera passaram de 403 dias (a 31 de dezembro) para 252 dias (no final de setembro)”.

O CHMT anunciou, ainda, um reforço no foco assistencial no Serviço de Ortopedia que vai permitir melhorar estes indicadores durante todo o próximo ano, tendo contratualizado 80 cirurgias ao Hospital da Misericórdia do Entroncamento.

Assim, no âmbito do protocolo firmado, o Hospital São João Batista, no Entroncamento, vai realizar, nos próximos 12 meses, 80 cirurgias de ortopedia, um quarto das que se encontram em lista de espera cirúrgica no Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT).

Em comunicado, o CHMT afirma que, de acordo com o contrato celebrado com a Santa Casa da Misericórdia do Entroncamento, “os procedimentos serão realizados pelas equipas médicas e de enfermagem do Hospital São João Baptista e o acompanhamento após a alta cirúrgica será retomado pelo CHMT com toda a normalidade”.

Segundo o CHMT (que integra os hospitais de Abrantes, Tomar e Torres Novas), o tempo de espera cirúrgica de ortopedia era de 425 dias em 2020, tendo sido reduzido para 275 dias em 2021 e, até ao final do passado mês de setembro, para 117 dias.

A recuperação da atividade suspensa durante a pandemia da covid-19 tem passado, além de parcerias com o setor social da região, pela realização de consultas e cirurgias ao fim de semana. Estão atualmente inscritos para cirurgia ortopédica no CHMT 306 utentes.

Mário Rui Fonseca

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *