O Instituto Terra e Memória ocupa o edifício da antiga Escola Primária de Mação. Foto: mediotejo.net

Os alunos do Mestrado Dyclam+ (Dynamics of Cultural Landscapes, Heritage, Memory and Conflicts), que estudam em Mação, numa parceria entre o Instituto Terra e Memória e o Instituto Politécnico de Tomar, estão a convidar a população maçaense a responder a um inquérito sobre a forma como a pandemia de covid-19 veio alterar a sua vida, que mudanças aconteceram e como encaram o futuro.

O inquérito é aplicável aos residentes no concelho de Mação que sejam maiores de 10 anos e está disponível em fomulário online. As respostas são anónimas e deverão ser preenchidas uma única vez por cada pessoa, até ao dia 5 de maio.

A informação recolhida com o inquérito será divulgada primeiramente à população do concelho, esperando-se ser apresentada em junho. Os resultados serão dados a conhecer à Comissão Europeia e à UNESCO.

“Os maçaenses estão, infelizmente, habituados a suportar grandes desastres e dificuldades, apoiados na solidariedade, reforçando a sua coesão e colocando os olhos no futuro. Pensando nesse futuro, os alunos do Instituto Politécnico de Tomar, que estão em Mação a viver as atuais dificuldades juntamente com os maçaenses, estão a realizar um estudo para compreender as mudanças que a crise da pandemia covid-19 trouxe ao concelho, como estão a ser encaradas e como se imagina o futuro”, lê-se em nota de imprensa enviada pelo município.

De referir que este inquérito é feito no âmbito do Mestrado Dyclam+, um curso apoiado pela Comissão Europeia, alocado ao Instituto Politécnico de Tomar e em parceria com o Instituto Terra e Memória, em Mação. O Mestrado Dyclam tem a duração de 2 anos, em regime de mobilidade de formação.

Este mestrado é uma formação universitária europeia com um caráter original e única no mundo tendo em conta quer a abordagem, quer os métodos aplicados aos atuais problemas internacionais de desenvolvimento sustentável e gestão dos territórios e do património ou paisagem cultural. O Instituto Politécnico de Tomar é a única instituição de ensino superior portuguesa a integrar o Consórcio DYCLAM (Dynamics of Cultural Landscapes and heritage Management).

Joana Rita Santos

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *