Telmo Gomes, 39 anos, operário fabril e gestor do blogue 'Cantinho do Primeiro Andar'.

E cá estamos nós no fim (ou quase) da 1ª volta desta 2ª Fase da Liga Inatel. Inicialmente havia muita ambição e nervosismo sendo que, nesta altura, as contas para uns apertaram, e para outros, como que “milagrosamente”, parecem-se encaminhar para acontecer algo que apenas parecia possível em sonhos.

Esta 1ª volta ficará apenas completa no próximo fim-de-semana com a repetição do jogo Bemposta x Seiça, que tinha terminado com um empate a duas bolas. O resultado deste jogo poderá ter muito impacto na situação atual do grupo. Confira os resultados e a análise a esta 5ª jornada da Liga Inatel.

O Vilarregense recebeu e venceu os Lobos do Carvalhal por 1-0. Foto arquivo: mediotejo.net

Serie 1:

Grupo A1

Sentieiras 4-1 Bemposta

Em sua casa, os “Senti-Amarilla” sabem que não podem perder pontos se querem seguir para a próxima fase, e o confronto com a Bemposta era de enorme importância para ganhar vantagem sobre o seu adversário. Tendo também em conta que, agora, a Bemposta tem menos um jogo onde poderá recuperar (ou não) terreno, esta equipa tem conseguido alcançar excelentes resultados e certamente não contava sair das Sentieiras com tal desvantagem no marcador. A Bemposta vai ter de unir as suas tropas para a repetição do jogo com o líder Seiça.

Alvega 1-3 Seiça

Em Alvega jogava-se um jogo de “tudo ou nada” para os comandados de Miguel Ângelo, e a tarefa não era de todo fácil frente ao Seiça, sendo que a falta de sorte que tem batido “a porta” desta equipa tem custado pontos importantes e também alguma moral. Sabendo que matematicamente tudo é possível, o Alvega não desiste de chegar a Fase Final e continua a ter a Taça para sonhar com conquistas. Já o Seiça, com esta importante e difícil vitória (a par da repetição do jogo com a Bemposta) deu um passo firme rumo à Fase Final.

Envendos folgou

 

O Seiça obteve uma importante vitória em Alvega por 1-3. Foto: GDCSeiça

Grupo B1

Alcanhões 3-2 Azinhaga

Para quem não acreditava em surpresas, este grupo está bem repleto delas. Este fim de semana a dita equipa “mais fraca” acabou por vergar a dita equipa “papão” isto claro, tudo no campo teórico e antes de começar a rolar a bola. Num duelo de “David contra Golias” e num jogo que poderia ter dado em “goleada” para o Alcanhões, a Azinhaga ainda tudo fez para voltar ao jogo, mas já era tarde. O Alcanhões continua o seu sonho e aprendizagem na “corte dos grandes”, sendo que para os lados da Azinhaga começa-se a pensar muito na Taça como “plano B” para salvar a época…

Mouriscas 0-3 Alcaravela

Em Mouriscas nunca é fácil lá ir ganhar, muito menos neste momento em que os jovens mourisquenses estão a ter exibições bem conseguidas e num jogo em casa que poderia ser uma rampa de lançamento para a Fase Final. Mas isso era sem contar com a resposta dada pelo Alcaravela, que acaba por assinar uma 1ª volta fenomenal e além disso consegue cavar um fosso autêntico para o resto das equipas, fosso esse que se adivinha como inatingível para os adversários, que assim terão de começar a “lutarem entre si” para a segunda vaga.

Concavada folgou

O Alcaravela jogou no campo das Aldeias, em Mouriscas, e venceu por 0-3. Foto: mediotejo.net

Serie 2:

Grupo A2

São Miguel do Rio Torto 0-3 Bairrense

Num grupo onde se previa muito equilíbrio entre as 5 equipas sorteadas, os pontos conquistados fora vão fazer a diferença. O Bairrense não deu hipóteses e arrebatou os 3 pontos para o seu pecúlio e começa a querer distanciar-se da concorrência afim de assegurar a sua passagem antes da ultima jornada. Já o São Miguel do Rio Torto deixou fugir uma enorme oportunidade de entrar na corrida ao 1º lugar e sabe que agora não pode perder mais pontos.

Casais de Revelhos 0-0 Rossiense

Quem joga em casa nestes grupos pequenos, sabe que não pode facilitar, e este fim de semana os pupilos do Nelson não conseguiram achar a brecha na defensiva do Rossiense para vencer e continuar colado na liderança. Um empate com sabor agridoce, já que o Rossiense, capaz do melhor e do pior, deixa novamente os seus adeptos sem motivo para celebrar o tão desejado “Golo” e recuperar terreno que neste momento de viragem entre a 1ª e 2ª volta já parece quase inacessível.

Vale das Mós folgou

Celebração bastante efusiva do 3º golo do Bairrense, que carimbou a vitória em São Miguel do Rio Torto.

Grupo B2

Água Travessa 1-2 São Facundo

Um belo grupo para se dizer que as contas no campeonato fazem-se no fim e não no início, sendo que para os rapazes de Água Travessa certamente que as coisas neste momento estão do lado “errado da balança”. Quando se poderia pensar que tinham tudo para conseguir lutar pela passagem, apresentam-nos uma folha de 0 pontos ao fim da 1ª volta. Ao invés, o São Facundo, depois de uma 1ª Fase muito aquém, e de iniciar com o pé esquerdo a 2ª Fase, neste momento está na mó de cima e tudo pode ainda acontecer.

Vilarregense 1-0 Carvalhal

No duelo de lideres, o Vilarregense sabia que tinha de vencer para se colar ao Lobos e não os deixar fugir na liderança da classificação. Um golo bastou, ou, se calhar, um erro bastou para separar as duas formações, num resultado muito positivo para o Vilarregense que assim assume o comando do grupo por troca com seu adversário. O Carvalhal perde pontos pela primeira vez nesta fase e sabe que provavelmente não poderá perder mais até à ultima jornada, altura em que terá de novo pela frente o Vilarregense, num jogo que poderá ser decisivo neste grupo.

Brunheirinho folgou

Telmo Gomes

Telmo Gomes, 39 anos, operário fabril, gere o blogue “Cantinho do Primeiro Andar”.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *