O Seiça venceu a equipa de Sentieiras na final do ano passado e é o campeão distrital da Liga Inatel em título. Foto arquivo: mediotejo.net

Já é conhecido o resultado do sorteio da segunda fase da Liga Inatel de Santarém, com as 18 equipas que vão disputar a série 1, e o título de campeão distrital, divididas por três grupos. Na série 2, as 20 equipas foram escaladas em quatro grupos. A segunda fase arranca a 28 de janeiro estando a final marcada para 14 de maio, em local a designar. O campeão em título é o Seiça, tendo os Lobos do Carvalhal conquistado a final da série 2 da época passada.

Apuram-se para a fase final da série 1 os primeiros e segundos classificados mais os dois melhores terceiros (com melhor pontuação). Serão cabeças de série os vencedores dos grupos, mais o melhor segundo lugar, evitando-se assim nos quartos-de-final. Tendo sido escaladas tendo em conta o fator proximidade geográfica, tal como na 1ª fase, podemos perceber pela composição dos mesmos que não há grupos fáceis na série 1, numa fase que promete jogos de grande equilíbrio e competitividade.

Grupos da série 1 prometem jogos de grande equilíbrio e competitividade

As equipas do mesmo grupo, nesta segunda fase da série 1, não se defrontarão nos quartos de final.

Lobos do Carvalhal venceram Vale de Cavalos na final da Taça Reconhecimento da Liga Inatel na época 2021-2022. Foto: mediotejo.net

Na Série 2, apuram-se para a fase final os primeiros e os segundos melhores classificados. Serão cabeças de série os vencedores dos grupos, evitando-se assim nos quartos-de-final. As equipas do mesmo grupo, nesta segunda fase, não se defrontarão nos quartos de final.

Os dois primeiros classificados dos quatro grupos apuram-se para a fase seguinte

Mário Rui Fonseca

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *