Depois de receber e vencer o Ferreira do Zêzere, por 4-0, o Fundão foi vencer este sábado o Eléctrico, somando duas vitórias consecutivas. Foto: David Santos

No encontro que encerrou a jornada 7 da Liga Placard, o Fundão recebeu e venceu o Ferreira do Zêzere, por 4-0, com o Eléctrico a sair derrotado por 5-2 na viagem a Caxinas. A equipa de Rogério Serrador segue no 6º lugar da tabela e a equipa de Ponte de Sor no 3º lugar.

No Fundão, a equipa de Nuno Couto conseguiu colocar-se em vantagem na primeira parte com golos de Thalles (17′) e Uesler (18′). Na segunda metade da partida, o conjunto da casa ampliou o marcador, com golos de Kutchy (38′) e Thalles (40′), selando o triunfo.

Com este resultado, o Fundão passa a somar sete pontos, mantendo-se na 9.ª posição, enquanto a formação de Ferreira do Zêzere ocupa agora o 6.º posto, com 13 pontos.

O Caxinas, por sua vez, recebeu e venceu o Eléctrico de Ponte de Sor, com os golos a serem apontados por Rúben Teixeira (1′ e 39′), Felipe Leite (6´), John Lennon (25′ pb), Romada (39′) e Raúl Moreira (40′). O Elétrico conseguiu reduzir a desvantagem com os remates certeiros de Célio Coque (16′) e Peixinho (35′).

Desta feita, o Eléctrico deixa o primeiro para passar a ocupar o terceiro posto, em igualdade pontual com os Leões de Porto Salvo. O Benfica lidera, com 17 pontos, seguido pelo Sporting, com 16. Já os Leões de Porto salvo passam a pertencer ao pódio da tabela classificativa, ocupando agora o terceiro lugar, lado a lado com o Eléctrico. Ambas as equipas têm agora quinze pontos.

Na próxima jornada o Eléctrico recebe o Fundão, no sábado, às 17h00, ao passo que o Ferreira do Zêzere joga em casa com o Leões de Porto Salvo, também no sábado, mas às 18h00.

Confira AQUI os resultados completos e a classificação atualizada.

Mário Rui Fonseca

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *