É um protocolo histórico entre duas das organizações que mais praticantes conglomeram em Portugal: a FPF e a Fundação INATEL. Foto: FPF

Mais de 7 mil praticantes de futebol de lazer e informal da Fundação INATEL foram integrados na esfera da FPF, no âmbito de um protocolo histórico que junta duas das maiores organizações do futebol nacional, a FPF e a Fundação Inatel. Francisco Jerónimo, presidente da AF Santarém, assinou também o protocolo.

É um protocolo histórico entre duas das organizações que mais praticantes conglomeram em Portugal: a FPF e a Fundação INATEL chegaram a acordo para integrar os mais de 7 mil praticantes das competições de lazer e recreação da Fundação INATEL como praticantes federados.

Na cerimónia, Fernando Gomes, Presidente da FPF, Francisco Madelino, Presidente do Conselho de Administração da Fundação INATEL, e os presidentes das associações distritais selaram acordos que, doravante, enquadram os praticantes de futebol informal e de lazer na esfera federativa. A FPF, por seu turno, oferecerá formação e garantirá a prática das competições do INATEL nas melhores condições de segurança e saúde.

A FPF e a Fundação INATEL chegaram a acordo para integrar os mais de 7 mil praticantes das competições de lazer e recreação da Fundação INATEL como praticantes federados. Foto: FPF

Fernando Gomes sublinhou na cerimónia o alcance histórico deste acordo: “A Fundação Inatel tem 83 anos de história, campeonatos que juntam quase 300 equipas e 7 mil praticantes de todos os distritos. Em conjunto, garantimos, respeitando a esfera de ação de cada uma das nossas instituições, mais e melhor futebol (…). Não há como esconder. Duas grandes entidades escolheram, hoje, construir em conjunto o seu futuro”, explicou.

Francisco Madelino também sublinhou a satisfação com os acordos agora celebrados e que englobam as vinte e duas associações distritais que compõem a FPF: “É um protocolo histórico de duas entidades históricas que têm objetivos complementares. A Fundação Inatel promove as atividades de futebol amador e recreativos e a FPF o futebol competitivo. Agora, com a assinatura destes acordos, definimos de que forma nos podemos complementar. Expresso o meu agradecimento à FPF por que tem o know-how e a experiência que também nos pode ajudar a desenvolver a nossa atividade no nosso segmento”, disse.

Mais de 7 mil praticantes de futebol de lazer e informal da Fundação INATEL foram integrados na esfera da FPF. Francisco Jerónimo, presidente da AF Santarém, assinou também o protocolo. Foto: FPF

Recorde-se que, ao longo dos últimos anos, a FPF, no cumprimento do decreto lei 45/2015, de 09 de abril, já assinou protocolos de integração de praticantes informais de futebol e futsal similares com os municípios de Barcelos, Fafe, Santarém, Vila Nova de Famalicão, Guimarães, Mirandela, Lisboa, Valpaços, Vila Franca de Xira, Madeira (2), Mafra, Sousel, Arouca, Sever do Vouga, Odivelas, Cadaval, Torres Vedras, Abrantes, Sesimbra, Lisboa, Vagos, Estarreja, Vale de Cambra, Castelo de Paiva , Espinho, Seixal além de contratos programa de desenvolvimento desportivos com as autarquias de Pombal e Mealhada. Mais de dez mil praticantes de recreação, além dos sete mil agora anunciados, já  foram integrados na FPF.

*Fonte: AF Santarém

Mário Rui Fonseca

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.