Foto: DR

As Festas do Concelho, que integram ainda a tradicional Festa de Nossa Senhora da Boa Viagem, foram hoje canceladas. As festas estavam previstas para 11 a 13 de abril, mas devido ao atual contexto de pandemia de Covid-19, a autarquia determinou ser “fundamental assegurar a saúde pública e o bem-estar de todos”.

Em comunicado, a autarquia refere que a decisão surge na sequência de consulta da Autoridade Local de Saúde Pública, entendendo por isso a Câmara Municipal de Constância “que não existem condições para a realização das Festas em 2020”. Também as cerimónias religiosas realizadas pela Paróquia são canceladas.

Num Estado de Direito Democrático existem regras e procedimentos que devem ser cumpridos, bem como a salvaguarda do mais elementar milímetro do interesse público”, pode ler-se na mesma nota, sublinhando que o cancelamento das Festas vem cumprir com o que tem sido recomendado pelas autoridades de saúde, em prol da preservação da saúde pública.

O Município de Constância lembra que as Festas do Concelho/Festa de Nossa Senhora da Boa Viagem representam o evento-maior da Vila Poema, enquanto espelho da cultura e identidade da terra e do seu povo, “um momento de união e de afirmação da nossa identidade coletiva”, sendo “uma Festa que é feita por todas as forças vivas do Concelho (Câmara, Juntas de Freguesia, Associações, Agrupamento de Escolas, Santa Casa da Misericórdia, Bombeiros, Guarda Nacional Republicana, Paróquia e a População em geral)”.

Por fim, a autarquia deixa mensagem à comunidade, apelando “à compreensão de todos” e “ao cumprimento das recomendações da Direção Geral de Saúde”, referindo crer que “com união, responsabilidade e serenidade vamos conseguir ultrapassar esta fase difícil da nossa vida coletiva”.

Joana Rita Santos

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *