Constância avança com apoio à população nas pequenas reparações do dia-a-dia. Foto: DR

Mudar uma lâmpada, desentupir um cano, arranjar uma torneira a gotejar água são algumas das reparações que podem ser simples de resolver mas a realidade é que nem todos têm o mesmo acesso e facilidade aos meios para tratar destas situações. Por isso, e a pensar na população mais idosa do concelho, um conjunto de empresários uniu-se à Câmara Municipal de Constância para prestar este tipo de serviços de forma gratuita aos munícipes maiores de 65 anos.

Chama-se “Programa Vila POEMA – Proximidade, Oportunidade, Entreajuda, Missão e Apoio” e pretende ser uma resposta pronta às necessidades dos mais idosos.

Tudo começou com um conjunto de empresários do concelho que, ao virem sendo chamados para ajudar em pequenas reparações, foram expor a situação junto da autarquia constanciense.

“Aquilo que temos vindo a verificar há algum tempo é que existem pessoas, nomeadamente de idade (com mais de 65 anos), que têm muitas dificuldades em arranjar alguém que lhes faça determinado tipo de serviços – uma coisa tão simples como substituir uma lâmpada em casa, arranjar uma ficha estragada, um micro-ondas avariado. Houve um conjunto de empresários do concelho que nos alertaram para estas situações em que eles próprios eram também chamados para ajudar pessoas que não tinham quem lhes assegurasse aquele tipo de serviço”, conta ao mediotejo.net o presidente da Câmara Municipal de Constância, Sérgio Oliveira.

Desse contacto surgiram reuniões que resultaram na decisão de avançar com este projeto. “Vamos dar o primeiro passo que é criar um regulamento que efetivamente discipline a forma deste programa, que visa apoiar as pessoas com mais de 65 anos nestas pequenas reparações em casa”, explana o autarca.

Para isso, veio a sessão do executivo camarário a 19 de janeiro o pedido de autorização para início do procedimento do regulamento, que foi aprovado por unanimidade.

Ao nosso jornal, Sérgio Oliveira elucida que neste momento há já “duas ou três empresas” que aderiram ao programa, e que na prestação do serviço “não serão os trabalhadores da Câmara Municipal que irão fazer essas tarefas, serão as próprias empresas que têm sede no nosso concelho que vão canalizar e resolver estas pequenas reparações”.

Os serviços serão prestados de forma gratuita, não tendo também a autarquia encargos financeiros com as reparações. “As empresas fazem os serviços de forma gratuita, só levarão algum valor se não for uma pequena reparação, se for preciso comprar materiais de valor avultado. Aí, a empresa apresenta o valor à pessoa”, refere.

ÁUDIO | Presidente do Município de Constância fala sobre Programa Vila POEMA

O programa “Vila POEMA” foi apresentado na reunião de Câmara de Constância, 19 de janeiro de 2022. Imagem: mediotejo.net

Ana Rita Cristóvão

Abrantina com uma costela maçaense, rumou a Lisboa para se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.