Foto: DR

Recorda o CHMT que a médica cirurgiã, falecida aos 68 anos, ingressou nos quadros a 1 de junho de 1992, e foi Diretora do Serviço de Cirurgia Geral da Unidade de Abrantes entre maio de 2004 a 30 de junho de 2007, retomando essas funções entre julho de 2009 a 31 de dezembro de 2012. No período entre maio 2005 a dezembro de 2012, a médica foi também Coordenadora da Viatura Médica de Emergência e Reanimação do CHMT.

“Foi uma médica cujo humanismo e dedicação tocou de forma indelével todos quantos se cruzaram consigo ao longo da sua carreira – profissionais de saúde de todas as categorias profissionais, e os utentes de quem cuidou – nas quatro paredes do Bloco Operatório da Unidade de Abrantes do CHMT. E também, paralelamente, na viatura de emergência médica e reanimação do Médio Tejo, na faceta dos cuidados de saúde pré-hospitalares, em que a sua competência técnica e profissional contribui para salvar muitas vidas”, releva o mesmo comunicado.

Amélia Vasconcelos, que “dedicou a sua vida à causa da saúde pública norteada por um espírito de missão ímpar e um entusiasmo contagiante, que é unanimemente reconhecido por todos quantos com ela trabalharam, destacando-se também a sua capacidade para congregar esforços e vontades para o bem comum”.

Em 2013, ano da sua aposentação do Serviço Nacional de Saúde depois de mais de 20 anos ao serviço do CHMT, Amélia Vasconcelos participou nos últimos nove anos em inúmeras missões humanitárias de voluntariado médico, promovidas por diversas Organizações Não Governamentais (ONG), nomeadamente na Guiné-Bissau.

Também este ano integrou uma missão humanitárias na zona fronteiriça da Ucrânia, organizada pela ONG Together International, fazendo parte do seu percurso o contributo em território de conflitos armados internacionais.

“O Conselho de Administração do CHMT junta-se neste momento ao sentido pesar que a partida precoce de Amélia Vasconcelos provoca em todos que a conheceram e trabalharam ao seu lado, apresentando à família e a todos os seus amigos as mais sinceras e sentidas condolências. A sua vida, a sua simpatia e disponibilidade serão sempre recordadas com muita saudade e admiração no CHMT”, termina o comunicado da administração.

As cerimónias fúnebres de Maria Amélia de Sousa Ornelas e Vasconcelos decorrem esta sexta-feira, dia 2 de setembro, em Silves, sua terra natal. O corpo chegará à Igreja dos Mártires de Silves pelas 11:00 horas. O funeral acontece pelas 15h00, seguindo o cortejo fúnebre de carro até Albufeira, onde decorrerá a cremação pelas 18h00.

Joana Rita Santos

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

Entre na conversa

3 Comentários

    1. Boa tarde,
      Partilho informação relativamente às exéquias fúnebres da Dra. Amélia Vasconcelos.

      O corpo chegará à Igreja dos Mártires de Silves, pelas 11:00 horas, de sexta-feira, dia 02-09-2022
      .
      Funeral no dia 02-09-2022 pelas 15:00.
      Cremação no dia 02-09-2022 pelas 18:00 no crematório de Albufeira
      .
      Seguindo depois o cortejo fúnebre para o crematório de Albufeira em viaturas próprias.

      https://www.facebook.com/funeraria.silvense/photos/a.438265956359228/2001067976745677

      Cumprimentos

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.