Sede da Junta de Freguesia da Chamusca e Pinheiro Grande. Foto: mediotejo.net

A Junta de Freguesia da Chamusca e Pinheiro Grande criou vários tipos de apoios visando a captação e fixação de população e, em simultâneo, criou um Banco de Ajudas Técnicas na Área da Saúde, iniciativas que se baseiam em regulamentos publicados no site da autarquia (www.chamusca-pinheirogrande.com/).

Quem cumprir os requisitos e se candidatar pode beneficiar de apoio no pagamento de despesas correntes das famílias e de despesas inerentes à construção, aquisição ou aluguer das habitações e comparticipa em 30% nas despesas de ligações de novos ramais de água e saneamento. Os apoios estendem-se ao pagamento de 30% no valor das rendas, comparticipação de 30% (água, luz ou gás) e comparticipação de 30% nas taxas e requerimentos municipais, num limite de 1.350 euros por cada candidatura.

A Junta entende que “é cada vez mais imprescindível a intervenção no âmbito da ação social, com vista, por um lado, à melhor inserção social e melhoria das condições de vida dos estratos sociais mais carenciados ou dependentes e, por outro, à fixação da população num território com tendência para o despovoamento”. Além disso, “sente a obrigação de implementar de forma coerente e capaz um conjunto de instrumentos próprios de promoção do equilíbrio demográfico, dando continuidade aos programas de desenvolvimento social já existentes”.

Podem aceder a este programa os residentes na União das Freguesias da Chamusca e Pinheiro Grande, desde que tenham idade igual ou inferior a 45 anos, residam ou demonstram vontade comprovada de alterar a sua situação para a área geográfica da União das Freguesias, sejam aqui recenseados, que se encontrem em regime de arrendamento e que procederam à construção ou aquisição de habitação própria permanente, entre outras condições.

Para promover “uma política ativa de apoio a pessoas em contexto de carência económica e em situação de dependência física”, a mesma autarquia criou o Banco de Ajudas Técnicas na Área da Saúde (BATAS).

O objetivo é, “através de empréstimo de equipamento/oferta de fraldas, apoiar pessoas em situação de dependência física, temporária ou permanente, cujo estado de saúde imponha esta necessidade, minorando as dificuldades de mobilidade e facultando uma melhoria de cuidados na dependência face a terceiros”.

Os necessitados podem dispor de várias ajudas técnicas, de entre as quais se destacam cadeiras de rodas, canadianas, andarilhos, fraldas, entre outros, podendo vir a ser contemplados outros equipamentos enquadráveis, consoante as necessidades verificadas e a possibilidade de aquisição ou doação verificadas.

Estes apoios destinam-se a pessoas que se encontrem em situação de carência económica (agregado familiar com rendimento líquido mensal per capita não superior a 300€).

Para beneficiar dos apoios, os interessados devem contactar a Junta de Freguesia e enviar os documentos para o email: geral@chamusca-pinheirogrande.com

José Gaio

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.