Paulo Fonseca recandidatou-se com uma nova equipa à Câmara de Ourém. Foto: mediotejo.net

A concelhia do PS de Ourém, na pessoa do seu presidente, João Caldeira Heitor, informa pelas redes sociais que durante o dia de hoje, 12 de setembro, se irá pronunciar sobre a decisão do Tribunal Constitucional (TC). Esgotados os recursos, o PS perde o candidato Paulo Fonseca por inelegibilidade. Em segundo lugar está Cília Seixo, mas não há garantia que seja ela a futura candidata.

“Face à decisão do Tribunal Constitucional relativa à inelegibilidade do candidato Paulo Fonseca, o Partido Socialista informa que durante o dia de hoje tomará uma posição pública sobre a mesma”, refere o PS de Ourém na sua página de facebook.

“Esclarecemos, desde já, que em momento algum, qualquer candidato apresentado nas listas do PS se mostrou indisponível para o que quer que fosse”, indica a mesma informação, numa referência à indicação, no despacho de recurso do PS ao TC, de que Cília Seixo, a número dois, “não desejava” encabeçar a lista.

“Agradecemos as inúmeras mensagens de apoio que temos recebido e que catapultam esta candidatura até ao dia 1 de outubro, em nome de um conjunto maior de razões políticas e democráticas”, termina.

No caso da número dois da lista, Cília Seixo, abdicar da candidatura à presidência, em número três segue-se José Augusto Reis, gestor de 50 anos.

Cláudia Gameiro

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *