Fábio Gorjão e Mariana Santos foram dois dos proponentes da requalificação do campo de ténis de Minde, do OP Jovem 2017 Foto: mediotejo.net

A requalificação do campo de ténis de Minde foi o projeto vencedor do Orçamento Participativo (OP) Jovem de 2017 em Alcanena. A ideia nasceu de três propostas diferentes de jovens do concelho, que depois levaram a votos uma proposta comum. Na quinta-feira, 29 de março, o campo de ténis foi inaugurado com um torneio, evidenciado o vereador Hugo Santarém a sua “surpresa” com a crescente qualidade e diversidade das propostas.

Fábio Gorjão, de 28 anos, e Mariana Santos, de 13 anos, ambos de Minde, são dois dos elementos do grupo geral de sete que representaram a proposta de requalificação do campo de ténis da vila natal. Inicialmente, explicou ao mediotejo.net Fábio Gorjão, eram três propostas distintas de três grupos. Ao aperceber-se desta coincidência, o vereador Hugo Santarém propôs a fusão num único projeto. Das sete propostas levadas a votos em 2017, esta acabaria assim por vencer o OP Jovem.

campo de ténis de Minde antes da requalificação Foto: JF Minde

“A Mariana já apanhou o campo degradado, mas eu ainda me lembro” do espaço estar em boas condições, recordou Fábio Gorjão. A estrutura, com mais de duas décadas, foi construída à margem das instituições por um grupo de entusiastas do ténis, mas acabou por degradar-se sem manutenção. O mato envolvente, o piso e a rede estragados faziam parte do cenário.

O grupo de Fábio Gorjão já havia tentando concorrer ao OP Jovem, mas sem sucesso. “A vila precisa de gente jovem”, frisou, salientando que o campo fica agora disponível a todos os que tenham interesse na modalidade e não tenham um espaço de ténis nas imediações, como entre Fátima a Porto de Mós.

Esta requalificação “é uma boa imagem do que este OP Jovem pretende ser”, salientou Hugo Santarém, este “é um dia importante, não só pela requalificação mas pela questão cívica”. Com oito propostas a serem analisadas neste momento para a edição de 2018 (concorreram 13 o ano passado), o autarca constatou que o programa tem vindo a receber ideias cada vez mais estruturadas e diversificadas, que surpreenderam o próprio executivo. “Temos tido propostas de saúde animal, culturais”, apesar de terem ganho até ao momento propostas desportivas.

Campo de Ténis de Minde depois da requalificação do OP Jovem Foto: mediotejo.net

No caso do campo de ténis de Minde, exemplificou, o grupo de Fábio Gorjão trazia já elaborado o projeto e a orçamentação, ficando a requalificação do espaço bem perto dos 20 mil euros de teto máximo permitido. Outros casos houve, recordou, em que as propostas vieram acompanhadas de maquetas.

A requalificação contemplou praticamente tudo, adiantou Hugo Santarém: limpeza de mato, rede, piso, equipamentos, brita, pintura, etc.

Da parte da junta de Minde, o secretário, Alexandre Pires, constatou ao mediotejo.net que as obras no campo eram consideradas uma “necessidade premente”. O autarca elogiou assim a iniciativa dos jovens que se envolveram no projeto e o apresentaram de forma tão bem estruturada. “Estava profissionalmente bem feito e deu este resultado que fica ao dispor das populações”, afirmou.

Não há clubes de ténis em Minde, referiu Alexandre Pires, mas há vários praticantes e até um detentor de um título na modalidade. Existe também quem possua campos de ténis particulares.

Cláudia Gameiro

Cláudia Gameiro, 32 anos, há nove a tentar entender o mundo com o olhar de jornalista. Navegando entre dois distritos, sempre com Fátima no horizonte, à descoberta de novos lugares. Não lhe peçam que fale, desenrasca-se melhor na escrita

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.