O internacional de futebol Jorge Andrade e Ricardo Alves, um dos melhores velocistas nacionais do TSU e SCP, serão oradores nesta edição do workshop. Fotos: DR

O ex-futebolista Jorge Andrade que representou, entre outros, o Futebol Clube do Porto e a Juventus F.C., e Ricardo Alves, que se destacou como um dos melhores velocistas nacionais, ao serviço do Tramagal Sport União e Sporting Clube de Portugal, irão ser oradores com intervenções pessoais, dando conta sua experiência no mundo desportivo.

“Percurso de uma vida” será o tema da intervenção de Jorge Andrade, sendo que Ricardo Alves irá abordar “A vida dentro e fora de pista”, num evento aberto à população em geral, mas voltado para treinadores e dirigentes de clubes e associações do concelho.

O workshop será moderado pelo jornalista Mário Rui Fonseca, contando ainda com as presenças do vereador com o pelouro do Desporto na CM Abrantes, Luís Dias e Nuno Gomes, assessor do município para a área do Desporto.

A iniciativa é certificado com a Bandeira de Ética do Instituto Português do Desporto e da Juventude, e vai decorrer como habitualmente no auditório do Estádio Municipal de Abrantes, inserido na programação da Semana Europeia do Desporto.

Os interessados em participar, poderão inscrever-se gratuitamente até ao dia 28 de setembro na receção do Estádio Municipal ou através do email desporto@cm-abrantes.pt

A autarquia informa que foi solicitada a creditação para o Título Profissional de Treinador/a de Desporto (TPTD) ao IPDJ – Instituto Português do Desporto e Juventude.

Em edições anteriores o workshop “Preparar o atleta do futuro” já abordou temas como o desenvolvimento desportivo; desafios para a alta competição; ser treinador – conceitos; coordenação técnica de um clube; relacionamento com os pais; violência no desporto. O principal objetivo é a qualificação contínua de agentes desportivos.

Joana Rita Santos

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.