Centro histórico de Abrantes. Foto: CMA

Numa altura em que a comunidade assistiu ao encerramento de dois estabelecimentos comerciais no centro da cidade, uma retrosaria e uma mercearia, ambas já com vastos anos de atividade, a autarquia refere continuar a incentivar a fixação de projetos empresariais no centro histórico, nomeadamente através do programa “+ Comércio no Centro”, de apoio às rendas de aluguer das lojas, por 12 meses.

Uma das candidaturas foi apresentada pela empresa Joga & Brinca, Sociedade Unipessoal Lda, proprietária do estabelecimento “Joga & Brinca”, de venda de brinquedos para bebé, brinquedos didáticos, artigos escolares, de papelaria, cosmética, informática, tecnologia e outros objetos ligados ao mundo infantil, situado na Rua Monteiro de Lima, informa a autarquia. O município irá apoiar esta empresa, de janeiro a dezembro de 2023, num total de 2.700,00€.

O segundo apoio aprovado destina-se ao estabelecimento “Concelho de Abrantes”, do proprietário Luís Alberto Dias Gonçalves Fernandes, que presta serviço de café enquanto estabelecimento de restauração e bebidas com a singularidade de promover o concelho de Abrantes, a sua cultura e produtos locais.

O estabelecimento situa-se na Rua Nossa Senhora da Conceição, e vai receber um apoio municipal de 3.000 euros, entre novembro de 2022 e outubro de 2023.

Recorde-se que o programa de apoio “+Comércio no Centro” é uma iniciativa do Município de Abrantes que disponibiliza “incentivos de natureza financeira a projetos empresariais que pretendam instalar-se em frações comerciais devolutas nas Áreas de Reabilitação Urbana em vigor”. O apoio tem uma janela temporal de 12 meses e incide sobre o pagamento de rendas de aluguer dos espaços comerciais.

Questionado sobre um balanço da revitalização do centro histórico da cidade, o presidente de Câmara, Manuel Jorge Valamatos, disse que se trata de “uma luta diária, um dia de cada vez”.

“Temos visto alguma dinâmica, temos percebido também que alguns operadores, pela idade e pela idade da sua atividade comercial, manifestam algum cansaço. Temos visto outras dinâmicas a surgir, e estas duas candidaturas são exemplo disso. Vamos acreditar que este «centro comercial de ar livre» vai ganhando vida e alma. Ficámos muito satisfeitos com o Sorteio de Natal, com os volumes financeiros que se registaram, com milhares de cupões que foram atribuídos. E temos de continuar a insistir, mantendo algumas dinâmicas e estando próximos dos operadores, para juntos encontrarmos as melhores soluções para mantermos o centro histórico com o maior dinamismo possível”, afirmou o edil.

Joana Rita Santos

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *