Menezes Leitão, bastonário da Ordem dos Advogados. Foto: Pedro Rocha / Global Imagens

Abrantes recebe esta sexta-feira e sábado, dias 1 e 2 de julho, a 3ª edição do Encontro Nacional do Sistema de Acesso ao Direito e aos Tribunais (III ENA), ocasião para debater temas da atualidade da classe profissional. A sessão inaugural contará com a presença do Bastonário da Ordem dos Advogados (OA), Luís Menezes Leitão, e do secretário de Estado adjunto e da Justiça, Jorge Costa, entre outros.

O Encontro Nacional do Sistema de Acesso ao Direito e aos Tribunais tem organização do Instituto do Acesso ao Direito da OA (IAD) e da Delegação de Abrantes dos Advogados e tem lugar na Escola Secundária Dr. Manuel Fernandes, em Abrantes.

Temas como as escalas dos advogados oficiosos inscritos no Sistema de Acesso ao Direito e aos Tribunais (SADT) e a respetiva tabela de honorários e a sua revisão, serão, entre outros, abordados durante o encontro.

O Bastonário da Ordem dos Advogados, Luís Menezes Leitão preside a sessão de abertura do evento, que contará ainda com a presença do secretário de Estado adjunto e da Justiça, Jorge Costa, do Presidente da Câmara de Abrantes, Manuel Jorge Valamatos, e do Presidente do Conselho Regional de Évora, Tiago Falcão e Silva.

O Encontro Nacional inclui ainda uma cerimónia de entrega de novas instalações à Delegação de Abrantes da Ordem dos Advogados, presidida por António Velez, e assinatura de protocolo entre esta e a Câmara Municipal de Abrantes, no sábado, às 19h15.

A decorrer em formato presencial, as sessões de abertura e de encerramento da 3ª edição do Encontro Nacional do Sistema de Acesso ao Direito e aos Tribunais terão transmissão no canal Youtube da Ordem dos Advogados. Consulte AQUI o programa completo.

Mário Rui Fonseca

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.