João Paulo Catarino esteve recentemente em Abrantes, onde autarcas e empresários debateram e identificaram alguns dos desafios e das oportunidades para o desenvolvimento do tecido empresarial do interior. Foto: mediotejo.net

O tema “Desafios e oportunidades para o desenvolvimento do tecido empresarial do interior” deu o mote para um debate vivo e participado em Abrantes, na biblioteca municipal, no âmbito da Feira Empresarial organizada no fim de semana pelo Núcleo Nersant de Abrantes, Constância, Mação e Sardoal.

Na sessão, autarcas e empresários debateram e identificaram alguns dos desafios e das oportunidades para o desenvolvimento do tecido empresarial do interior mas foram mais longe, debatendo a própria sustentabilidade de alguns municípios considerados de interior, caso não sejam tomadas medidas, umas no imediato outras de médio e longo prazo, que ajudem, se não a inverter, pelo menos a estancar a quebra contínua populacional e de falta de recursos humanos, qualificados ou não.

Empresários e autarcas debateram e identificaram em Abrantes desafios e oportunidades do interior. Foto: mediotejo.net

A perda “dramática” populacional, a desertificação, o acolhimento de refugiados e a imperiosa necessidade de abrir o país ao acolhimento de um maior numero de emigrantes para satisfazer as necessidades da mão de obra nacional, os incêndios, os impostos, como o IRC e as portagens, os custos de contexto para as empresas instaladas ou a fixar na região, o ensino superior, os investimentos estrangeiros na região e as formas de apoio às empresas, a par das medidas tomadas e a tomar pelo Governo, a Europa e o novo Quadro Comunitário de Apoio, foram temas que marcaram as cerca de três horas de debate. (ver vídeo).

A sessão contou com a presença do coordenador da Unidade de Missão para a Valorização do Interior, João Paulo Catarino, do vice-presidente da Direção da Nersant, Domingos Chambel, da presidente e vice-presidente da Câmara Municipal de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque e João Gomes, do presidente da Câmara Municipal de Mação, Vasco Estrela, e do presidente da Câmara Municipal de Sardoal, Miguel Borges. O presidente da Câmara Municipal de Constância, Sérgio Oliveira, não marcou presença por compromissos de agenda.

A perda “dramática” populacional, os incêndios, os impostos, como o IRC e as portagens, os custos de contexto para as empresas instaladas ou a fixar na região, o ensino superior, os investimentos estrangeiros na região e as formas de apoio às empresas, a par das medidas tomadas e a tomar pelo Governo, a Europa e o novo Quadro Comunitário de Apoio, foram temas que marcaram as cerca de três horas de debate. Foto: mediotejo.net

No balanço final da primeira edição da Feira empresarial de Abrantes, a Nersant disse que a mesma “é para continuar” e realizar-se-á em Constância no próximo ano.

O Núcleo NERSANT dos concelhos de Abrantes, Constância, Mação e Sardoal promoveu entre os dias 22 e 24 de junho a primeira edição da Feira Empresarial de Abrantes, onde reuniram um conjunto de empresas destes quatro territórios. Nos discursos de inauguração, ficou a promessa de voltar no próximo ano, desta vez em Constância.

Quem o disse foi o presidente deste Núcleo Nersant, Vítor Mendes, que começou por dar os parabéns a todas as empresas presentes por “estarem com a Nersant”, acrescentando que esta iniciativa nasceu da necessidade “de promover as nossas empresas e o que de melhor elas fazem”.

“Esta foi a primeira edição do certame, mas a direção do núcleo já está a trabalhar na próxima edição. Queremos que o evento tenha rotatividade pelos quatro concelhos da nossa abrangência e neste momento podemos já assegurar que no próximo ano estaremos em exposição da nossa economia regional, em Constância”, avançou.

Maria Salomé Rafael, presidente da direção da Nersant, acompanhou a inauguração e discursou, afirmando a importância de parcerias deste tipo para a realização com sucesso destes eventos. “A cooperação é muito importante na hora de apoiar o tecido empresarial, pelo que é com grande agrado que estou hoje em Abrantes, nesta que é a primeira edição da Feira Empresarial”, disse.

A Feira Empresarial de Abrantes contou com a cooperação dos quatro municípios abrangidos pelo Núcleo Nersant. Marcaram assim presença representantes dos mesmos, que fizeram também questão de felicitar as empresas presentes, bem como de dar a conhecer o seu município bem como as ferramentas que cada um dispõe de apoio aos empresários. Estiveram presentes o presidente da Câmara Municipal de Constância, Sérgio Oliveira, o presidente da Câmara Municipal de Mação, Vasco Estrela, o vice-presidente da Câmara Municipal de Abrantes, João Gomes, e o vereador da Câmara Municipal do Sardoal, Pedro Rosa.

Vitor Mendes, presidente do Núcleo de Abrantes, e Salomé Rafael, presidente da direção da Nersant, Associação Empresarial de Santarém

Na inauguração, a comitiva composta por diversos membros da direção da Nersant, dos municípios envolvidos e forças de segurança, percorreu o certame, onde pôde conhecer cada uma das empresas e entidades presentes. No total, o certame acolheu 30 expositores.

Para além da exposição e promoção empresarial das empresas dos quatro concelhos abrangidos pelo Núcleo Nersant instalado em Abrantes, foi também dado destaque à gastronomia destes municípios, com a representação de um restaurante por concelho, que garantiram a oferta gastronómica ao longo do certame.

Mário Rui Fonseca

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.