Desde o dia 1 de agosto e até esta sexta-feira, dia 15 de setembro, está aberto o período de votação pelos cidadãos, para a eleição das propostas apresentadas ao Orçamento Participativo (OP), promovido pela Câmara Municipal de Abrantes. Nesta 2ª edição, foram apresentadas 29 propostas, das quais 21 reúnem os critérios previstos nas normas do programa, estando agora a votação.

A votação é anónima e pode ser realizada nas seguintes modalidades:
Digital, devendo para tal aceder ao Balcão Digital Abrantes 360, mediante registo fácil e rápido (NIF e password), acessível através do site do Município, onde podem ser visualizadas todas as propostas e proceder-se à votação; Digital assistida, nos locais definidos para o efeito, nomeadamente na Biblioteca Municipal António Botto, na Biblioteca Itinerante (BIA), no Espaço Jovem, no Serviço de Atendimento Geral do Município de Abrantes ou nas Juntas de Freguesia, nos respetivos horários de funcionamento, onde estarão pessoas credenciadas que prestarão todo o apoio necessário à sua concretização.

Na opção pela votação digital assistida, o cidadão deverá apresentar os seguintes documentos de identificação: Cartão de Cidadão ou Bilhete de Identidade e Cartão de Contribuinte e comprovativo de morada (poderá ser qualquer correspondência que receba em seu nome como por exemplo a fatura da água, da luz, do telefone ou uma carta da segurança social, das finanças, do banco ou do seguro).

Na fase da votação, cada cidadão inscrito terá direito a dois votos, os quais devem ser usados em projetos diferentes.  Segundo o regulamento do OP, podem votar todos os cidadãos com idade igual ou superior a 18 anos, naturais ou residentes no concelho de Abrantes.

A maioria das propostas de intervenção apresentadas pelos cidadãos incide em áreas de intervenção com vista à pratica de lazer (desporto e cultura); intervenção em espaço público, ambiente, rede viária, recuperação de património, educação e saúde.

O Orçamento Participativo é uma ferramenta que delega nos cidadãos a decisão relativamente ao que fazer com uma parte do Orçamento do Município, sendo que para a edição de 2017/2018, a Câmara de Abrantes disponibiliza 350 mil euros.

Propostas em votação no âmbito do Orçamento Participativo

Gisela Oliveira

Jornalista profissional há mais de 30 anos, passou por vários jornais diários nacionais, nomeadamente pelo 'Diário de Lisboa', 'Diário de Notícias' e 'A Capital'. Apaixonada pela profissão desde a adolescência, abraçou o jornalismo nas suas diversas áreas, desde o Desporto às Artes e Espetáculos, passando pela Política e pelos temas Internacionais. O jornalismo de proximidade surge agora no seu percurso.

Entre na conversa

1 Comentário

  1. Só é pena estar nesta notícia uma coisa errada, no site da câmara ao princípio era só necessário o NIF é uma password mas neste momento obriga a registar e a enviar uma cópia do BI ou CC algo que já não é permitido, para se conseguir votar.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.