Praia Fluvial de Aldeia do Mato. Créditos: CMA

A APP Abrantes 360 Mobile já tem disponível uma nova versão agora com oferta do “VisitAbrantes” – conteúdos turísticos, especialmente destinados a quem visita o concelho de Abrantes. O utilizador consegue agora aceder a informação “Onde dormir”, “Onde comer” e “O que visitar” e ainda a um conjunto de outras opções que o conduzem de acordo com os seus interesses.

O Município destaca a informação sobre “Rotas e percursos” que fornece toda a informação necessária para os amantes deste tipo de atividade, que pode ser praticada a pé, de bicicleta ou até de canoa e que permite descobrir algumas das mais belas paisagens ou recantos naturais do território. Os produtos locais e os seus produtores também estão presentes, assim como a Arte e Cultura, com destaque para os Museus de Abrantes: Museu Metalúrgica Duarte Ferreira, Panteão dos Almeida e MIAA – Museu Ibérico de Arqueologia e Arte de Abrantes, a inaugurar brevemente.

A nova versão da APP Abrantes 360 Mobile está disponível para iOS e para Android. Quem já tem instalada no telemóvel a versão inicial, pode atualizar na App Store e Google Play agora também com o processo de registo simplificado. Os utilizadores poderão fazer o registo com a chave móvel digital, ficando dispensados da assinatura do documento ‘Termos e Condições’.

Recorda-se que na APP Abrantes 360 Mobile, a par de conseguir aceder a diversos serviços da autarquia, tem também disponível a consulta das atualidades e a opção “Violência” que permite denunciar casos de violência doméstica e que pode ser usado, não só pela vítima, como também por algum vizinho ou familiar que tem o dever de denunciar este crime público, caso tenha conhecimento do mesmo.

Abrantes 360 Mobile em: https://abrantes360.cm-abrantes.pt/

A APP Abrantes 360 Mobile já tem disponível uma nova versão agora com oferta do “VisitAbantes” – conteúdos turísticos, especialmente destinados a quem visita Abrantes

Paula Mourato

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.